Página principal

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar
Bem-vindos à Desciclopédia

A enciclopédia livre de conteúdo que qualquer um pode editar.

61 249 artigos · 203 230 imagens

Ajuda

Embaixada

Perguntas

Políticas

Portal comunitário

Mídia

Chat

Contribuir

Artigo em destaque
Ramón Valdez ganhando o Oscar por interpretar ele mesmo

Ramónes "Madruga" Juanes mais conhecido como Seu Madruga é um filósofo e intelectual mexicano, conhecido também por ser o ditador perpétuo da referida nação entre 1956 e 1982, ano de sua morte.

Durante a juventude, exibiu seus inúmeros talentos, como pintor, sapateiro, carpinteiro, barbeiro, empresário de jogadores de ioiô, vendedor de churros, entregador de lenha, fotógrafo, vendedor de balões, técnico de futebol americano, professor substituto, regente de coral, boxeador, jogador de boliche, eletricista, dramaturgo, diretor de peças de teatro, leiteiro, violeiro, homem do saco, mecânico automotor, vendedor de tralhas, jardineiro, revendedor de bilhetes de loteria, lixeiro, professor de barquinho de papel, cabeleireiro, incrível toureiro, sendo considerado o Rei da muleta e mais algumas atividades que aprendeu a exercer dada sua incrível capacidade cognitiva-intuitiva-nominativa-descritiva. E ainda chamam ele de vagabundo!!!!

Seu livro O Pensamento Vivo de Seu Madruga, publicado em 1952, tornou-se um verdadeiro furor nos meios acadêmicos Mexicanos, superando para muitos, as obras de Hegel, Marx, Nietzsche, Lenin e Freud. Como conseqüência, o estudo desses autores foi proibido no país, por ser considerado pseudo-ciência perto da obra-prima Madruguiana.

Compartilhe: Compartilhe via Facebook Compartilhe via Twitter



Eventos recentes


Neste dia...


Sabia que...


Imagem do dia
 
Apresentação
Batata desciclo sem texto.gif
Bem-vindo(a) à Desciclopédia, uma (des)enciclopédia escrita com a colaboração de seus leitores. A Desciclopédia é um site de humor debochado e seu conteúdo não deve ser levado a sério. Todas as nossas regras e políticas convergem para um só princípio: ser engraçado e não apenas idiota. É um princípio amoral, mas que implica numa ética subjacente. Significa que, no âmbito da Desciclopédia, só podem ter procedência as críticas que se refiram à qualidade divertida de um artigo. Não tem, portanto, nenhum sentido tentar defender os méritos morais ou artísticos de algo que você gosta (banda, filme, personalidade, programa, game, etc.) e que tenha sido sacaneado num artigo da Desciclopédia. Essas coisas não interessam nem um honorável pouquinho aqui.


Participação

Todos podem publicar conteúdo on-line desde que não sejam vândalos ou desrespeitem as regras.

Dentre as diversas páginas de ajuda à sua disposição, estão as que explicam como criar um artigo, editar um artigo ou inserir uma imagem. Em caso de dúvidas, não hesite em perguntar e dar sua apnião.


Comunidade
A comunidade vem crescendo dia após dia. Porém precisamos de mais colaboradores para podermos ampliar o número de artigos em língua portuguesa e expandir, melhorar e consolidar os que já existem.


Projetos irmãos

A Desciclopédia existe graças à entidade sem fins lucrativos Fundação Desciclomídia. A Desciclomídia opera vários projetos em diversas línguas, sempre com conteúdo livre: