MC Troia

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar
Platéia vazia.jpg Please STOP the music!

Este artigo trata de cantores, bandas ou músicas cantadas muito, mas MUITO mal.

Marco Naty dentes.jpg Este artigo é sobre algo ou alguém com falta de beleza!

Não nos responsabilizaremos por qualquer dano em sua visão ou vontade de continuar a viver.
Alguma foto da sua mãe pode estar neste artigo.


Demonstração do mais sincero amor e carinho de um fã do Troia.

Cquote1.svg Você quis dizer: É O TROINHA CARAAAAAAAI! Cquote2.svg
Google sobre MC Troia

Cavalo-de-Troia MC Troia, ou Troinha, CARAI! é um descendente de troianos nascido em Recife, Pernambuco, disposto a se vingar de toda a cultura e arte ocidentais influenciadas pelos gregos antigos que destruíram seu pobre povo originário. Assim ele tornou-se o cavalo-de-troia da música pernambucana, fazendo a terra de Chico Science e Alceu Valença balançar, balançar, balançar, balançar, balançaaaaaaaar! Publicando suas bostas canções, hits novos e essa porra pra pegar mesmo via KondZilla (aquele monstro virtual satânico motor de pagamentos de vídeos do Youtube que só paga por música duvidosa de muito sucesso, como as do MC Bin Laden por exemplo), assim ele consegue tornar qualquer pessoa que intente fazer turismo em Pernambuco mude de ideia ao pensar que um satã com aparelho dentário vai as devorar. Sem duplo sentido, o medo é de ele comer elas LITERALMENTE mesmo. Na verdade, até eu fico com medo... cruz-credo!

Biografia[editar]

Nascido em alguma favela de Recife onde seu Instagram vai acusar sempre "falha na localização", Troinha, mesmo após sofrer bullying pra caralho com esse nome no prézinho, se superou e seguiu em frente, sempre nas peladas de fim de semana ele se levantava e dizia "É O TROINHA CARAAAAAAI!", o que não adiantava nada, ele sempre era o último a ser escolhido na pelada.

Nos anos 2010, Pernambuco estava completamente tomada por um vírus maligno conhecido como tecnobrega, que já havia feito várias vítimas na década anterior, mas mais do que nunca estava tomando conta de um jeito que só haviam pouquíssimas palavras na boca das pessoas: "senta", "novinha vai", "posição de um animal aleatório qualquer", "novinha vem" e "taca". Seguindo essa (des)receita de bolo de cocô de vaca com recheio de urina de jegue colhida na hora, Troia começou a criar sua identidade. Conseguiu, apesar de sua inacreditável feiura, convencer garotinhas a descerem até o chão em suas apresentações. Tá, eram as primas bruacas dele, mas logo a fama que esse tipo de bosta, digo, canção faz facilmente no estado natal dele logo conseguiu torná-lo o maior mito musical da região, e uma legião de dementes, caça-ratos e Maria Porta-de-Cadeia foram segui-lo em seus shows, todas loucas para dar pra ele em troca de uma lata de Pitu ou, caso tenham nojinho, não tem problema, o Troia aceita que ela fique só de cu pra cima enquanto ele dá uma sarrada no ar. Mas cuidado: Ele pode sarrar em outros cantos, então fique atenta, sua aproveitadora!

Melhores canções[editar]

Melhor CD do Troinha, gravado ao vivo no finado Lixão de Aguazinha em Olinda - PE.

Sente só essa porra, caraaaaaai!

Entre outras barbaridades que passarei ao menos uns vinte séculos ouvindo qualquer banda de rock (até Restart e Cine, por que não?) pra tentar limpar meus ouvidos dessas barbaridades. E vai descendo, vai descendo, vai descendo... e sobe sobe sobe sobe sobe sobessobesoesboebseobseose... É O TROIIIIIIIIIIIIIIIINHA CARAAAAAAAAAAAAI!

Desligue seus ouvidos também[editar]

"Se não deixar o artigo melhor, o Mafagafo vai devorá-lo!
Edite-o o mais rápido possível!"