Evergreen (Fairy Tail)

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar
Mr. M.jpg Hocus Pocus!

Este artigo se trata de charlatanismo magia, encantos e todo tipo de macumba. Ele serra pessoas ao meio, tira coelho de cartola, faz vodu e adora uma varinha mágica. Se vandalizar, Mister M fará você desaparecer.

Sempre Verde

Evergreen cosplay.jpg

Classe Mágica Maga Puxa-Saco Oficial do Laxus
Fairy Tail
Idade 20
Apelido Palmeirense
Mestre Lanterna Verde
Parceiros Laxus Dreyar
Freed Justine
Bickslow
Tipo de magia Purpurina das Fadinhas
Olhar de Medusa
Técnica(s) Ser salva pelo Elfman
Perfil
Roupa Verde, apenas verde
Família Sei lá
Sonho Virar purpurina
Frase Favorita Cquote1.svg Elfman, seu idiota Cquote2.svg


Evergreen, cujo sobrenome desconhecemos, provavelmente porque ela não possui um, é uma maga fazedora de purpurina de olhar profundo presente no mangá/anime Fairy Tail. Possui apenas duas funções na estória, ser o complemento feminino na formação do grupo "Puxa-Sacos Oficiais do Laxus", conhecido popularmente como Tribo do Deus do Trovão, e formar um par romântico desajustado com o maromba Elfman Strauss. Ah, também possui uma das magias mais overpower do anime, o "Olhar de Medusa", pena que ela funciona com ninguém.

Passado[editar]

Nascida em um rancho no interior do Texas, em um ano perdido no espaço-tempo, Evergreen sempre demonstrou talento na arte da macumbaria. Na infância, Ever fez seus pais evangélicos chorarem muito no banho, pois como uma boa auto-didata, aprendeu sem nenhum auxílio como ler horóscopos, como fazer rituais com galinhas pretas e sangue de virgens e como matar pessoas sem deixar vestígios e depois oferecê-las em holocausto para suas divindades pagãs. Para complementar ainda mais o currículo, Ever fez um curso rápido no SENAI para aprender como invocar Satã em 10 passos e como fazer um pacto vantajoso.

Na adolescência, após explorar os mistérios do submundo através da leitura do Necronomicon, Ever notou que uma das magias mais poderosas já criadas por demônios provavelmente era o olhar petrificador, a famosa piscadinha criada pela Medusa capaz de transformar em pedra qualquer um que olhasse diretamente para ela. Entendendo que esta habilidade seria útil em sua missão de semear o caos pela terra dos bons homens, Ever partiu em uma jornada espiritual pelo mundo, buscando algum demônio que pudesse ensiná-la esta tão poderosa magia antiga perdida. E após alguns meses encontrou mesmo, precisando apenas fazer alguns sacrifícios humanos básicos para que o tal demônio antigo babilônico lhe ensinasse a técnica.

Ainda em sua fase adolescente, em uma bela tarde de tempestade de julho, Ever foi ao banheiro após bater uma feijoada completa no boteco do Seu João. Infelizmente para ela Seu João não possuía em seu "toilette" revistas de satanismo ou ocultismo, apenas alguns livros da Disney, ou seja, o homem não era nem um pouco normal. Sem nada para fazer e com, pelo menos, os próximos 40 minutos livres, Ever começou a folhear alguns daqueles livros, e adquiriu neste momento o desejo de se tornar uma fadinha purpurinada, já que com os seus olhos treinados ela enxergou a verdadeira natureza das mesmas, seres ocultos que aparecem e somem do nada e possuem poderes mágicos satânicos praticamente ilimitados. A garota ficou com a ideia fixa de se tornar uma fada e não largou mais, apenas e unicamente por isso, ela se uniu a Fairy Tail. Sim, ela não entrou para a guilda porque identificou-se com os valores da mesma, nem porque possuía companheiros por lá, ela filiou-se apenas por causa do nome.

História canônica[editar]

Após alguns meses de solidão na guilda, passando as tardes assistindo Vale a Pena Ver de Novo e enchendo a cara de Johnnie Walker e Cachaça Duelo com Cana Alberona, Evergreen, entediada, resolveu increver-se para entrar na Tribo do Deus do Trovão, o sub-grupo considerado o mais cool e descolado da Fairy Tail, pois era liderado pelo neto do chefão, Laxus Dreyar.

Ever e suas táticas de combate.

Como estava mesmo precisando de uma presença feminina para melhorar as fotos nos pôsteres, Laxus permitiu a entrada de Evergreen em seu bando, e assim a maga de cabelo verde passou de "assassina sanguinária satanista com vontade de ser fada de cabelo verde" a "personagem secundária satanista com vontade de ser fada de cabelo verde". Agora sua única função passou a ser alimentar o ego de Laxus, amando-o sobre todas as coisas.

A partir daí, Evergreen passou a se distanciar da guilda, já que Laxus é um egocêntrico com Complexo de Messias que prefere manter-se afastado da guilda, pois não concorda com nenhuma das ações de seu avô, em especial a de aceitar qualquer cachaceiro, fracassado ou gordo na guilda, preferindo fazer as coisas do seu próprio jeito cagado.

Depois de alguns meses realizando trabalhos aleatórios e mal-pagos com seus miguxos, e se apegando a eles, Evergreen recebe sua primeira missão realmente importante, a de derrotar alguns membros random secundários e fracassados da Fairy Tail, para assim limpar o caminho para que sua divindade Laxus tomasse a posse da guilda, mantendo nela apenas os mais fortes, ou seja, apenas os membros da Tribo do Deus Trovão. Em homenagem a seu mestre, Ever até conseguiu petrificar um monte de gente com sua técnica overpower do "olhar de medusa", porém, como o reinado dos vilões não dura muito em animes, logo Ever acaba sendo derrotada pela ruiva demoníaca Erza Scarlet, já que a mesma possui o poder do protagonismo e não pode ser derrotada por nenhum tipo de técnica.

Após a derrota de Laxus e sua consequente expulsão da guilda, Ever volta para sua vida boêmia, bebendo até cair nos bares de Magnólia. A maga de cabelo verde fica nessa depressão por um bom tempo, e a crise é agravada quando, no teste para magos classe S, seu companheiro de grupo Freed Justine escolhe para partner Bickslow, deixando a maga de cabelo verde de fora. Para não perder a elegância, e não ser obrigada a ficar na guilda com os fracassados enquanto os principais membros da Fairy Tail iam para a Ilha Tenroujima, Ever resolve oferecer seus serviços para Elfman Strauss, o maromba meio bobão que ainda estava sem parceiro, já que não tem amigos.

O filho de Ever com Elfman, o futuro mestre da Fairy Tail.

Na ilha, Evergreen mostra ser absurdamente pé-frio, pois logo na chegada acaba tendo que enfrentar Mirajane Strauss, uma das magas mais fortes da Fairy Tail. Depois de ficar alguns bons minutos servindo como saco de pancadas pra demônia, Evergreen finalmente bola um plano, que simplesmente consiste em dizer que iria se casar com Elfman, o que derruba sua oponente na hora e permite sua passagem. O problema é que a má-sorte não se encerrou por aí, mais pra frente, Ever e Elfman são confrontados pela Grimoire Heart, mais especificamente pelo pior oponente possível, por Rustyrose, o cara que consegue materializar qualquer coisa que imagine. Obviamente o casal é feito de saco de pancadas novamente, e são derrotados, mas não mortos, já que os secundários são necessários para manter o salão comunal da Fairy Tail animado e alegre.

Depois disso, Ever não faz mais participações importantes no anime, só uma ponta aqui, uma acolá, briga um pouco com seu futuro marido Elfma, derrota alguns figurantes sem nome na maioria dos arcos e apanha para o Tempester da Tartaros junto dos outros membros da Tribo do Deus do Trovão.

Magias e habilidades[editar]

O olhar fixo e profundo de psicopata que Ever usa pra paquerar Elfman na balada.

Ever possui uma boa variedade de magias, quando ela era vilã todas elas eram bem fortes e interessantes, depois que ela passou para o lado dos bonzinhos, o poder de todas as suas magias caiu drasticamente e elas não funcionam com mais ninguém. Sua principal técnica é o "olhar de medusa", que petrifica qualquer um que olhe diretamente para seus olhos. Uma magia forte, que derrotou alguns figurantes e até a protagonista Lucy Heartfilia, mas que foi nerfada com o tempo por Hiro Mashima, que não permite que nenhum personagem seja mais forte do que os protagonistas.

Além de seu olhar penetrante, Ever também possui algumas técnicas purpurinadas, como a "Bomba das Fadas", a "Purpurina das Fadas" e a "Metralhadora das Fadas". Todos os nomes se referem a mesma técnica, que consiste em jogar um monte de agulhas brilhantes no inimigos. Não faz efeito em nenhum personagem que tenha nome, apenas nos lacaios figurantes.

Fairy Tail por Hiro Mashima
v d e h