Wyatt Earp

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Clint eastwood manwithnoname.jpg Howdy, pal, este artigo é do Velho Oeste!

Ele anda de diligência, maneja um 3oitão com perfeição e seu bando é o mais
procurado da região. Entre, peça uma bebida e aprecie a beleza das dançarinas
do saloon, mas se vandalizar este artigo, vai parar num duelo!

Wikisplode.gif
Para aqueles sem senso de humor, os espertalhões da Wikipédia têm um artigo (pouco confiável) sobre: Wyatt Earp.

Cquote1.png Ei, você! É, você mesmo, viado. Não reconhece a minha arma? Não sabe quem eu sou? Eu sou Wyatt Earp. Cquote2.png
Wyatt Earp cruzando com qualquer um você

Wyatt Earp (1848 - 1929) foi um grande xerife cabra-ómi e contemporâneo de Clint Eastwood. Virou uma lenda do Velho Oeste e por fezes, é retratado em quase todos os filmes enlatados americanos de faroeste. Embora muita gente acredite nas histórias dele e o considerem o avô do Chuck Norris, tudo não passava de contos da Dona Carochinha.

História[editar]

Wyatt Earp tinha uma aranha acima da boca.

Na infância, Wyatt Earp era um desses guris valentões retardados que batiam no irmão mais novo, xingavam a professora e criavam perfis fake no instagram. Vendo que o moleque era um capeta e estava se tornando um Bart Simpson, o pai deu várias chineladas na bunda de Earp e o colocou para realizar trabalhos forçados em sua fazenda.

O resultado acabou sendo bom e ruim. Bom, porque Earp se tornou o melhor cowboy daquelas terras, mas ruim, porque ficou mais valentão e ignorante. Geralmente, caçava briga com todo mundo no bar, metia bala em todo mundo, tratava as mulheres como lixo, coçava o saco o dia inteiro e nunca tomava banho e nem escovava os dentes.

Wyatt Earp metendo medo nos bandidos

Tentou caçar búfalos com Buffalo Bill, mas ambos saíram no braço pra ver quem dormia com uma bezerra e resolveu dirigir diligências, mas logo foi despedido por encher o saco dos passageiros. Irritado, Earp estava com fogo no rabo saindo na porrada com todo mundo e com isso acabou sendo preso, pois ninguém aguentava mais esse galinho de briga.

Como era bastante ignorante e burro, a força policial percebeu que essa agressividade poderia servir para ajudá-los a prender os bandidos que mandavam e desmandavam na cidade e eles não faziam nada, de tão medrosos que eram. Logo, Earp começou a colocar ordem na porra toda. Lendas dizem, que ele nunca perdeu um duelo sequer e jamais foi atingido por seus adversários. Também era conhecido como o gatilho mais rápido do Oeste (não como você está pensando, era ejaculação precoce mesmo).

Mais tarde, Earp virou xerife, empresário e dono de vários cabarés. Passou metade de sua vida investindo seu dinheiro em profissionais do séquiço, cassinos, jogos, bebidas, cigarros e várias outras coisas. E a outra metade? Bem, essa sim, ele desperdiçou em coisas erradas.

O Tiroteio no OK Curral[editar]

Wyatt Earp mostrando toda a sua coragem para um certo pato sovina.

Em 26 de outubro de 1881, Earp, Chapolin e Um Pistoleiro Chamado Papaco enfrentaram um terrível trio de vagabundos comandados por Racha Cuca, Quase Nada, Dooley e João Seboso culminando no tiroteio mais ridículo do folclore norte-americano — o Tiroteio no OK Curral. Os bandidos foram presos, mas Earp levou um tiro na bunda e teve que se aposentar (apesar da história erroneamente dizer que ele saiu dali sem sofrer nada, pra não acabarem com o mito do "herói").

Em março de 1882, Morgan Earp (o irmão que era sacaneado por Wyatt na infância) foi assassinado por ser muito feio. Wyatt, junto com o outro irmão bastardo Warren e mais alguns carniceiros, perseguiram os suspeitos e os mataram, só pra no fim descobrirem que eram inocentes e que seu irmão, na verdade estava vivo e tinha lhe pregado uma peça.

Earp enchendo o saco e arranjando encrenca.

Após ser acusado destes assassinatos, Earp e sua "cachorra" tentaram fugir daquele estado para não serem enforcados, mas foram pegos e forçados a trabalhar feito burros no garimpo nos anos seguintes. Em 1897, Wyatt dirige-se para Nome, Alaska onde abre mais um puteiro em que trabalhava Dora Cintilante, a única "namorada" do Tio Patinhas durante a corrida do ouro no Alaska. Lá, Earp foi preso novamente por arranjar encrenca com um vagabundo qualquer, provavelmente o seu avô.

Libertado, Earp continuou investindo com cassinos, fliperamas, pornografia até encontrar ouro e se aposentar de vez, contando suas mentiras para os cowboys americanos e virando uma lenda pop como "um dos maiores falastrões do Velho Oeste", virando tema de filmes tempos depois. Earp sofreu muito na velhice após o tiro na bunda e morreu de hemorroida.

Ver também[editar]