Rádio rock

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Rádio rock é um padrão de emissora de rádio que deveria transmitir rock em sua programação, mas normalmente não é assim, na qual você encontra todo tipo de música, como; emo, blues, hip-hop, alternativo, entre outros tipos de músicas barulhentas que normalmente não são nacionais, tampouco rock de verdade. Além dos comerciais que povoam a programação de qualquer rádio, e que tomam a maior parte da programação das rádios rock, assim como ocorre nas demais rádios.

Programação[editar]

As rádios rock deveriam ter o metaleiro acima como público alvo, mas normalmente seus ouvintes são os emos, como mostra a imagem abaixo...

O ouvinte sintoniza esse tipo de rádio na expectativa de ouvir rock. Mas rock de verdade mesmo, com canto gutural (aquela típica voz diabólica e imcompreensível, que faz você tossir feito doido quando tenta imitar, igual nas propagandas de xarope), juntamente com batidas e toques pesados de guitarras, como é do conhecimento de qualquer metaleiro. Mas a realidade não é bem assim, caro leitor...

Atualmente depois de voltar em 2013, a rádio planeja mudar para Jack Bug Radio, pois só toca esse lixo o dia todo. Outro som horrível e maldito que é de costume ser ouvido na "Rádio Rock" é outro lixo do Imagine Dragons.

Normalmente o rock para essas rádios, são aqueles popzinhos com guitarra que marcaram época na década de oitenta, como; Engenheiros do Hawaii, Kid Abelha, Legião Urbana, Titãs, Paralamas do Sucesso, ou seja, aquelas musiquinhas de protesto nas rodinhas de maconha de estudantes universitários com suas opiniões panfletárias da UNE contra o governo Sarney. Outra porcaria que essas rádios chamam de rock, são as musiquinhas emo tocadas pelo CPM22, NXZero, Fresno entre outras bichas modinhas que duram um verão ou outro, que enchem o saco de tanto que aparecem na mídia, da qual você não lembrará ou ouvirá novamente no ano seguinte.

Outra situação que deve ser apontada na programação dessas rádios é que existe rodízio de músicas tocadas, na qual cada dia da semana tem um estilo específico de música que vai para o ar, por exemplo; na segunda toca blues; na terça hip-hop; na quarta é jazz. E assim vai ao longo da semana, onde toca de tudo, menos rock.

Comerciais também é um procedente constante dessas rádios, na qual ocupam 80% da programação, onde é anunciado de tudo, seja restaurante, concessionárias de carros, motos, tratores, guindastes, joalherias, lojas, funerária, etc. Mostrando que a rádio não possui um público alvo, seja pelos comerciais apresentados ou seja pelo repertório de músicas executadas, ou seja, os programadores desses tipo de rádio estão cagando e andando para quem vai ouvir a sua merda de programação, uma vez que pouco importa a preferência do público, mas sim a arrecadação em comerciais.

O público participa moderadamente, pois resta pouco tempo para contribuição social por conta dos comerciais, e quando isso ocorre, normalmente é para pedir tranqueiras, elogiar os radialistas, pedir músicas, enfim, a mesma encheção de sempre...

Parte de programação dessas emissoras é preenchido com programas de entrevistas com "especialistas" em diversos ramos, como proctologia, psicologia, produção musical, entre outras bobagens do estupidez conhecimento animal humano. Na qual se dá dicas de comportamento no trânsito, na escola,nos relacionamentos, no velório, entre outras idiotices.

Radialistas[editar]

São os profissionais mais estúpidos possíveis, que além de não conhecerem músicas, uma vez que as canções apresentadas não correspondem com o padrão da rádio (pelo menos como deveria ser, já que são emissoras de "rock"), são também indivíduos insuportáveis que acham que entendem alguma coisa de música como os VJ da MTV, na qual em uma entrevista chamam artistas e bandas fracassadas para seu programa de entrevistas idiota com perguntas retardadas.

Artista mais tocados[editar]


PrRádio.jpg