Página principal

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Bem-vindos à Desciclopédia

A enciclopédia livre de conteúdo que qualquer um pode editar.

54 994 artigos · 191 210 imagens

Ajuda

Embaixada

Perguntas

Políticas

Mídia

Contribuir

Artigo em destaque
Niterói e seu disco voador

Niterói era uma grande aldeia até o começo do sécúlo XX, quando um disco voador pousou no mirante da Boa Viagem e se tornou o ponto turístico do bairro. Através de escambo, o cacique da aldeia, chamado Araribóia, trocou a alma de todos os moradores do bairro por uma máquina que os faria viajar para o futuro, chamada de Ponte Rio-Niterói.

Durante o Governo de Leonel Brizola, foi instalada uma grande poça entre Niterói e o Rio de Janeiro, onde antes havia um lixão. Os cariocas chamaram a poça de Baía, enquanto os niteroienses a chamaram de Guanabara, que em tupi significa "A Grande Poça", uniu-se os dois usos chamando a poça de Baía de Guanabara. Tal obra foi feita em virtude das epidemias provocadas nos cariocas pelas doenças da população primitiva de Niterói, que eram levadas pela vento até o Rio de Janeiro, causando grandes perdas aos cariocas, sem anticorpos àquelas sinistras patologias.

Hoje Niterói está integrado ao Rio de Janeiro. Além da possibilidade de viajar no tempo pela Ponte Rio-Niterói, os moradores do bairro podem optar entre vários meios de visitar a civilização. Entre os mais populares estão o serviço de Barcas, que poupa os aldeões de ter que atravessar a Grande Poça nadando, correndo o risco de serem atacados por jacarés, e o serviço de Catapultas, que são grandes trebuchets instalados na praia de Icaraí, que arremessam os niteroienses para o outro lado da Baía, tal serviço serviu de inspiração para criação da música "Iracema voou".

Compartilhe: Compartilhe via Facebook Compartilhe via Twitter Share on Google+




Neste dia...


Sabia que...


Imagem do dia
 
Apresentação
Batata desciclo sem texto.gif
Bem-vindo(a) à Desciclopédia, uma (des)enciclopédia escrita com a colaboração de seus leitores. A Desciclopédia é um site de humor debochado e seu conteúdo não deve ser levado a sério. Todas as nossas regras e políticas convergem para um só princípio: ser engraçado e não apenas idiota. É um princípio amoral, mas que implica numa ética subjacente. Significa que, no âmbito da Desciclopédia, só podem ter procedência as críticas que se refiram à qualidade divertida de um artigo. Não tem, portanto, nenhum sentido tentar defender os méritos morais ou artísticos de algo que você gosta (banda, filme, personalidade, programa, game, etc.) e que tenha sido sacaneado num artigo da Desciclopédia. Essas coisas não interessam nem um honorável pouquinho aqui.


Participação

Todos podem publicar conteúdo on-line desde que não sejam vândalos ou desrespeitem as regras.

Dentre as diversas páginas de ajuda à sua disposição, estão as que explicam como criar um artigo, editar um artigo ou inserir uma imagem. Em caso de dúvidas, não hesite em perguntar e dar sua apnião.


Comunidade
A comunidade vem crescendo dia após dia. Porém precisamos de mais colaboradores para podermos ampliar o número de artigos em língua portuguesa e expandir, melhorar e consolidar os que já existem.


Projetos irmãos

A Desciclopédia existe graças à entidade sem fins lucrativos Fundação Desciclomídia. A Desciclomídia opera vários projetos em diversas línguas, sempre com conteúdo livre: