Mulher japonesa

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Esta página se adequa à Nova Política de Conteúdo Sexual.
Conteúdo impróprio para menores de 18 anos! Tirem as crianças da sala! Este artigo tem conteúdo impróprio para menores!
Este artigo pode conter pornografia pesada ou leve. De preferência, leia-o de olhos fechados...

Se ele estiver cometendo uma infração à Política de Conteúdo Sexual, por favor, reporte à moderação.
Você irá querer comer esse sushi!
Veja essa foto, e vá para o banheiro bater uma, imaginando que está agarrando o lindo corpo desta moça
Depois de ver a Sabrina, agora quero ver você sentir tesão por essa aí.
Depois da baranga acima, curta mais uma japinha gostosa.
Japonesas, atenção! Esse cara poderá ser seu marido no futuro.

Cquote1.png Pensa bem, cara. Não faça isso contigo!! Cquote2.png
Sua consciência sobre namorar com vampiras de almas
Cquote1.png Vampiras de almas Cquote2.png
Google sobre Súcubos sem coração
Cquote1.png Súcubos sem coração Cquote2.png
Van Helsing sobre cabeçudas sem bunda
Cquote1.png O que você vê nessas cabeçudas sem bunda? Cquote2.png
Homem normal questionando a febre amarela do otaku digno de pena

Japonesas são mulheres exóticas, que habitam o imaginário sexual de vários homens, principalmente otakus, nerds e gordos brochas de meia-idade ou velhos. Com outros tipos de homens, já não fazem tanto sucesso, muito também em virtude da existência das mestiças, que possuem atributos que as japonesas não tem: cintura fina, bunda grande, seios grandes e buceta lisinha. Além é claro de que a mistura deixa a cara menos redonda, a cabeça mais proporcional em relação ao corpo e os dentes mais retos.

A principal característica das japonesas são suas densas florestas pixelizadas entre as pernas.

História das japonesas no Bananil[editar]

As cabeçudas anãs, conhecidas por cosplay de pirulito, existem desde que o primeiro neandertal fodeu com a primeira Homo erectus num arquipélago montanhoso e propenso a terremotos, que hoje conhecemos como Japunhetão. Em 1909, chegaram ao Bostil depois de terem sido expulsas pelo imperador Meiji por crime de fornicação e verem seu visto de entrada ser negado nos Estadunidos da Murka, já que àquela época os rednecks só aceitavam crioulos das neves em seu país.

Inicialmente, obviamente, as minas japonesas eram horríveis, com suas grandes cabeças, dentes lindos, troncos maiores do que as penas, bundas negativas, corpos quadrados de tofu e azeitonas no lugar dos peitos. Pior para os japas, que aqui no Bananil viam várias pardas rabudas e tetudas, só que, por tradição, tinham de se casar com as mutantes com neotenia. Claro que muitos japas não aguentavam a pressão e iam fazer umas visitas às casas das primas botando, sem querer, bonecas nos úteros imundos das pardileiras. Além disso, desde tempos ancestrais o Bananil é o maior criadouro de manginas escravocetas, e, com a ajuda desses palermas que encaram e endeusam qualquer baranga, as japonesas de origem sentaram em picas de várias cores sem dó e nem piedade, e, com isso, geraram as mestiças ou meijas (meio japas), que são asiáticas de qualidade muito superior.

Pornô[editar]

Sim, algumas únicas bonitas japonesas por preguiça e aproveitando que são as únicas esteticamente aceitáveis num país cheio de mulheres feias para caralho, acabam entrando nesta indústria. Devido aos bens de consumo e a tecnologia pra lá de avançada naquelas terras, torna-se difícil viver sem dinheiro em um local assim.

Uma forma fácil de diminuir esse problema até porque nem dor elas vão sentir com a piroca dos japas, é simplesmente fazer filmes pornográficos, para, com isso, fazer a renda aumentar. Pela dificuldade em se encontrar mulheres bonitas e gostosas naquele sítio para testes nucleares, as que entram para essa indústria ganham muita grana por conta do fato de que os japas não fazem sexo, preferindo passar o dia batendo punheta enquanto veem seus pornôs censurados (Caralho!Japonês é bizarro pra porra mesmo!!) e hentais. Contudo, a indústria pornográfica é muito cruel com as mulheres no Japão - como tudo no Japão, né!! - e essas minas acabam sendo superexploradas e vendidas como escravas sexuais para a China ou Filipinas quando atingem certa idade (porque os doentes mentais só gostam de se masturbar vendo minas que parecem menores de idade).

No final, devemos agradecer a essas corajosas japas peitudas por serem as responsáveis pela queda brutal de natalidade no Japão por conta da preferência japonesa pela masturbação em vez do roça-roça, fazendo com que em poucos anos esse povo de psicopatas, autoritários, passivos-agressivos, sexualmente reprimidos e xenófobos suma da face da Terra, graças a Deus.

Os efeitos da indústria pornô no Japão.

Escolaridade x Pornô[editar]

Esse é um grande problema, e um medo das japonesas. 99% das extraterrestres com pedomorfose tomarão a sua vaga no vestibular, irão se formar, ganharão bastante dinheiro e ainda irão fuder com sua vida no mercado de trabalho sendo suas chefes neuróticas e mal-comidas pelos cabeçudos amarelos com os quais elas são obrigadas a se casar sob a ameaça de serem jogadas na rua pelos pais.

Todavia, quando não conseguem realizar suas metas (ou tem preguiça), acabam tendo que vender seus corpos para sobreviver, afinal, japonesas são bastante orgulhosas e você não irá ver nenhuma japonesa trabalhando de gari, de engraxate ou de empregada doméstica (A unica japonesa doméstica foi a Gilda de Meu Pé de Laranja Lima). Então, aonde vão as japonesas malsucedidas? É isso mesmo, viram atrizes pornô! Até porque só 1% das japas puras são gatas, gostosas e delicinhas, coincidindo com a porcentagem de japas burras

A indústria da pornografia paga muito bem no Japunhetão, e elas acabam se submetendo a isso. Mas não pense que elas gostam de atuar desta forma, japonesas fazem isso só pelo dinheiro e pelo prazer de enganar os weeaboos otários e virgens, que acham que todas as minas no Japão se parecem com aquelas tetudas gatas que eles veem nos pornôs de lá. Contudo, caso você queira tirar uma dessa vida, pague todas as despesas dela, que ela irá deixar essa indústria sem pensar duas vezes - mas tenha certeza de ter muita, muita grana, pois no Japunhetão atrizes pornô e putas de luxo costumam ganham mais dinheiro do que supermodelos e atrizes de televisão.

E não confunda, nem todas as japonesas fracassadas são atrizes pornô (porque não basta ser fracassada, tem de ser bonita também, coisa rara no Japão). isso é o mesmo que dizer que todo homem brasileiro fracassado está no mundo do crime (o que é verdade também, menos aqueles que fazem merda só pela zoeira). Existem aquelas japas feias que preferem se tornar veteranas de vestibular, ao mesmo tempo em que esnobam essa indústria. Cabe a cada japonesa, individualmente, decidir qual será o seu futuro, seja ele bom ou ruim (mas no final o que vai decidir é o tamanho dos melões e a beleza do rosto).

Porque casar com uma japonesa?[editar]

Alguns loucos homens casam com japonesas simplesmente porque são muito feios acham-nas pessoas agradáveis de certa forma e porque caíram no feitiço sucúbico dessas cabeçudas enviadas por Satanás.

Japoneses costumam casar com japonesas, por ordem da família, mas geralmente o resultado é péssimo, pois eles não tem condição alguma de satisfazer uma japonesa pois por mais que sejam ricos, nunca serão ricos o suficiente.

Se você for um homem japonês, não leve isso a sério, e apenas encha de grana a conta faça o serviço correto com sua japonesa, e já era.

Se você não for um homem japonês, não case com japonesas, a não ser que tenha sido enfeitiçado por essas Súcubos de olhos puxados um fetiche muito forte por elas (NÃO!! NÂO FAÇA ISSO!! NÂO CHEGUE PERTO DESSAS CABEÇUDAS SEM ALMA!! POR FAVOR!! CUIDADO!!!).

Homens que curtem japonesas[editar]

Há vários tipos de homens que gostam de japonesas, mas como já foi mencionado, esses tipos geralmente são broxas de meia-idade ou velhos, nerds, homens feios, gordos e otakus e a concorrência das mestiças, e das waifus em 2D, é bastante desleal, ofuscando as japas puras e tornando a vida das mesmas um pouco mais difícil.

Contudo, muitos fracassados se direcionam ao Japão atrás de bucetas. Geralmente são norte-europeus e norte-americanos brancos de meia-idade e solitários. Existem também aqueles que pegam as cabeçudas por não existirem outras opções, como soldados norte-americanos estacionados nas mais de 90 instalações militares que o Império do Mal os Estados Unidos mantêm naquele que já foi seu sítio para testes nucleares.

Os brancos germânicos e norte-americanos que se direcionam ao arquipélago dos degenerados em busca de xoxota geralmente conseguem facilmente botar suas pirocas recessivas nas bucetas marrons das súcubos amarelas. O problema é que essas malucas histéricas só abrem as pernas para os macacos recessivos porque no Japunhetão a pele branca é valorizada e as vampiras de almas querem apenas engravidar dos neandertais das neves para terem filhos ou filhas de pele, e, quem sabe, olhos claros. Só que as prostiranhas sem bunda, apesar de não terem atributos físicos atrativos e serem ruins de cama, são capazes de deixar os homens fracassados que vão ao Japão de quatro e lambendo seus pés. Todavia, as putas não querem saber dos caras, pois tudo o que desejam são os genes recessivos dos babacas. Dessa forma, os chimpanzés das neves terminam desesperados, correndo atrás das primatas amarelas apenas para descobrirem que as malucas deram a luz e sumiram como ninjas silenciosas.

Como paquerar uma japonesa?[editar]

Não há muito mistério, mas pode ser mais complicado do que se imagina. Japonesas, apesar de não serem nenhum primor de beleza, geralmente não aceitam relacionamentos com homens pobres, nem com homens que não possuam dinheiro curso superior.

Caso queira se relacionar com elas, vá estudar, vá ganhar dinheiro, e ainda tenha boa pegada, pois o Ricardão e o Crioulo da Piroca estarão de olho na sua japinha (Na verdade não, porque preto pauzudo gosta é de loiras gordas, asiáticos bonitos preferem otakus estilo Escandinávia ou mestiças (meijas) e brancos bonitos estão trepando com pardinhas e mulatas delícias).

Caso queira encarar as mutantes pedomórficas, um aviso: elas são as viúvas negras do gênero feminino. Por não serem esteticamente agradáveis, elas se aproveitam do fato de parecerem mais novas do que são para usarem meiguice e charminho até que você fique de joelhos. Depois disso, a vagabunda amarela vai sugar sua alma. Elas não sabem trepar, pois parecem bonecas de plástico na hora da meteção. Mas elas sabem como derreter corações de homens frágeis e carentes. Mas não se enganem. O rostinho de menina esconde uma interesseira perversa e sem coração. Ela vai te usar, te abusar, fazer com que tu lamba os seus pés e, depois de tudo isso, quando perderem o interesse em qualquer coisa que você tenha para oferecer, irão te descartar como um pedaço de lixo inútil e não vão sentir o menor remorso. Sim, japas, como todas as asiáticas, não tem sentimentos humanos. São súcubos que deixam os homens loucos, apesar da falta de beleza, e depois fazem com que os mesmos se matem, caiam nas drogas, larguem emprego e família, morem na rua, etc. Inclusive a personagem Tomie Kawakami[1] é um resumo de todas as japonesas com quem você vai topar em sua vida de miserável mangina.

Além disso, o ciclo de envelhecimento das japonesas é o mais bizarro do reino animal: Dos 15 aos 30/35 anos elas têm a mesma cara e corpo de criança. A partir dos 30/35 passam a envelhecer na velocidade do som. Após os 40/45 passam a envelhecer na velocidade da luz. Então estejam avisados.

Japonesas Famosas[editar]

Mirror2.jpg Conheça também a versão oposta de Mulher japonesa no Mundo do Contra:

Espelhonomdc.jpg
v d e h
As melhores minas do Universo
(e as piores também...)
120px-627suj8.gif

AeromoçasAméliasArmadilhasAtrizes pornôsAttwhoresBad BitchesBailarinasBarangasBasic BitchesBoazinhasCamwhoresChave-de-cadeiaCocotasCoelhinhas da PlayboyColegiaisDançarinasDeusasDonzelasEmpregadasEncalhadasEnfermeirasEsposasEstagiáriasFalsas gostosasFreirasGalinhasGamersGarçonetesGordasJudiasGostosasGostosas do InstagramGóticasGroupiesGueixasGurias RetardadasÍndiasIrmãsIrmãzinhasJapasLésbicasLíderes de torcidaLoirasMães (solteiras)MagrasMaloqueirasMarias ChuteirasMarias GasolinasMeninasMoçasMiguxasMILFsMinasMina gente finaModelosMorenasMulatasMulheresMulheres CafaMulheres fataisNamoradasNerds gostosas (Homem! Você não leu isso! Se leu, você é um Nerd! Você nem viu isso! Isso non Ecxiste!)NinfetasNinjasNoivasNovinhasOtakasPatysPeitudasPin-upsPiriguetesPitasPopozudasPrimasProfessorasProfissionais do SéquiçoProstitutasPutas Que PariramRaimundasRuivasSecretáriasSograsStrippersSuecasVadiasVagabundasVizinhas

  1. Essa Súcubo é basicamente a prova de que todo, todo, todo japa é pedófilo. A fdp é chamada pelo autor do gibizinho como "uma mulher tão linda e perfeita que nenhum homem resistiria". Só que a piranha tem cara de uns 12 anos de idade, não tem seios, as pernas são finas, não tem bunda e age como uma cadelinha de ensino fundamental. Basicamente uma criança pré-adolescente é a "mulher perfeita" para um homem japonês de meia-idade. Arquipélago de degenerados!!!