Kiss: Psycho Circus: The Nightmare Child

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Virtualgame.jpg Kiss: Psycho Circus: The Nightmare Child é um jogo virtual (game).

Enquanto isso, um Mario monta em um Yoshi.

Davesolo.gif

Ozzy Osbourne deu sua benção a este artigo!

Obrigado! Este artigo se sente mais forte agora :)

Clique aqui para mais abençoados.


Beijo Pisca-Pisca: O Moleque do Pesadelo
KissPsychoCircus.jpg

Capa para Dreamcast, onde vemos os integrantes do Kiss sendo possuídos pelo cramunhão

Informações
Desenvolvedor Third Law Interactive (wat?)
Publicador Gathering of Developers
Ano 1999
Gênero Tiro, carnificina, rock n' roll
Plataformas PC e Dreamcast
Avaliação 90%
Idade para jogar Desapropriado para menores de 16 anos (contém macumba e matança)

Cquote1.png Esse troço é do demonho, sai capeta! Cquote2.png
Pastor sobre Kiss Psycho Circus
Cquote1.png Será que tá no 4shared? Cquote2.png
Fã de Kiss e obviamente um nerd sobre Kiss Psycho Circus

Kiss Psycho Circus: The Nightmare Child é um pseudo-jogo de matança e mais uma das tentativas dos Knights in Serviço of Satanáis de dominar a América e posteriormente o mundo atrás de merchandising e produtos personalizados de má qualidade. Trata de um game de enfado em primeira pessoa onde os integrantes do Kiss são transformados em divindades chamativas e afeminadas que recebem a missão de combater palhaços-zumbis de outro mundo que querem corromper e destruir o nosso planeta.

Nesse game, os produtores lembraram-se de tudo, menos da originalidade!

Jogabilidade[editar]

Se logo no começo do jogo você tem que enfrentar vilões sofisticados como esse, imagine só o que vai encontrar no final

Neste jogo totalmente excelente com gráficos que fariam inveja ao Wolfenstein, você deve escolher uma de nossos quatro humanos que foram transformados em deuses pelo espírito mágico da avó do Paul Stanley porém eles se parecem mais com imigrantes mexicanos ilegais nos EUA que toparam esse subemprego para limparem a barra. Feito isso, deve-se sair ao léu procurando coisas fúteis como microfones, maquiagens, rosas e armas cintilantes, até que apareçam zumbis que nunca acabam e podem ser palhaços, bichos decapitados, bolas de carne ou mesmo mulheres religiosas e gordas (as maiores inimigas do Kiss, portanto). Os pseudo-super-heróis são:

História[editar]

Há muito tempo atrás, alguém criou um bordel chamado Psycho Circus, que por ser muito prestigiado era considerado fundamental, o ponto de equilíbrio entre os quatro elementos, ar, terra, água e fogo. Cada um desses elementos tem um sábio que não serve para porra nenhuma, vai entender.

Até que do nada alguma entidade que fugiu do colo do capeta, chamada Criança do Pesadelo, resolveu que deveria quebrar todo esse equilíbrio cobrindo o universo com a desgraça e corrompendo os sábios que já não faziam nenhuma diferença na história do jogo, só para aporrinhar como chefões. E quem tem que pagar o pato por isso tudo é você, fã de Kiss que resolveu baixar essa merda de jogo só porque tem a fuça do Gene Simmons no meio.