Geoff Johns

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Escritor.jpg Este artigo é sobre um(a) escritor(a)!

Ele(a) talvez tenha heterônimos, sua "inspiração" vem de um copo de whisky e sua obra só ficou boa quando morreu de tuberculose.

Trabalhar, que é bom, nada! Clique aqui e vire a página.

Olha só! Esse cara não se parece com um Nerd! Até que enfim!

Geoff Johns foi o criador de histórias do Flash e do Lanterna Verde (por isso as semelhanças!), foi um dos escritores da DC Comics que se deu mais bem fazendo esses HQs mas é claro que nos bastidores resolveu sacrificar o que herói que ele menos gostava, o Lanterna Verde, só para dar uma "social" com a equipe da DC. Na verdade Geoff era o mais solitário do grupo e não sabia interagir com eles.

Então, se o Lanterna Verde é usado como bode expiatório em diversas situações como no A Noite Final e o Zero Hora não quer dizer mera coincidência. Mas o personagem é ele, Geoff faz o que bem entende com ele, se ele quiser fazer o Flash gay e eles voarem para a Argentina para se casar ele pode fazer isso pois é dele...

...Apesar dele perder o emprego e a DC Comics ter os direitos também.

Infância[editar]

Em compensação... Na mentalidade tá um pouquinho atrás... Ele deve viver ainda dos trocados e da fama do Lanterna Verde.

Na época em que Geoff era criança ele conseguia encucar coisas na cabeça muito facilmente, uma delas foi ele encucar que queria ser um famossísimo escritor e que iria conseguir ganhar uma imensa quantia em dinheiro somente escrevendo textos.

Uma das qualidades de Geoff foi ser determinado mas a outra foi ser Burro. Ele dedicou as tardes de sol fazendo histórias e desenhando os personagens que ele ia usar como base para escolher os atores que iam apresentar o filme, acontece que por causa disso ele ficou muito tempo "repetindo" os anos.

Então vamos lembrar, o cara nasceu nos anos 70, em 91 ele se formou no colegial e acabou em 92 indo para Los Angeles perseguir seu sonho.

91 - 73 = 18 30 anos, ou a sua IDADE! É realmente ele repetiu alguma séries, mas isso tudo se deve ao fato dele sacrificar a vida social dele para escrever histórias de um mago que era... Enfim, virou um dos heróis que foram exterminados pelo Lanterna Verde.

Mais no futuro, todos os dias gastos da infância escrevendo histórias que não foram best-sellers foram compensados pela diretora geral da DC Comics.

Vendendo a alma para a DC[editar]

Mas se a Marvel visse isso...

Ele acaba vendendo a alma para a DC Comics quando foi indicado para trabalhar nos quadrinhos do Lanterna Verde, acontece que ele acaba fazendo a maior burrada da história: trocou o Lanterna Verde branquelo por um Lanterna Verde Negão.

Questionado mais tarde pela editora-chefe da DC, que era Racista "Perfeccionista" o deu mais uma chance após serviços extras para ela e ele é movido para os quadrinhos do Flash, onde ele, novamente, não se encaixa bem.

Motivo? O Flash estava sendo ridicularizado por causa dos vilões que ele inventava e que logo esses vilões existiriam com maior número que os vilões do Batman. No fim ele acabou tendo que vender o corpo para a rival da DC, a temível Marvel Comics onde ele levou o seu "talento" para lá.

Na verdade, Geoff não podia iniciar como escritor pois ele só sabia escrever diálogos e desenhar, a solução foi vender o corpo (e quando digo vender o corpo estou falando de suprir os desejos dos roteiristas do Homem Aranha, que nunca descansam) a rival e ver se dava pra sobreviver.

Vendendo o corpo para a Marvel[editar]

Hoje ele faz propaganda de Hipoglos enquanto faz histórias para Os vingadores e ajuda o Blade a se manter em pé, pelo menos ele teve a brilhante ideia de que Edward Cullen possa ser morto pelo Blade como Justin Bieber foi pelo CSI. A ideia foi recebida assim:

Cquote1.png Cala boca e abaixa as calças! Cquote2.png
Redatores da marvel sobre precisa explicar? Ele vendeu o corpo...

Ver também[editar]

v d e h
Bem-vindo à DCclopédia!