Filha

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Erro ao criar miniatura: Arquivo não encontrado
Erro ao criar miniatura: Arquivo não encontrado

Eu tenho várias!

Erro ao criar miniatura: Arquivo não encontrado


Puta sobre filha

Erro ao criar miniatura: Arquivo não encontrado

E eu sou uma delas, né mamãe?

Erro ao criar miniatura: Arquivo não encontrado


Dilma Rousseff sobre puta

Filha é a irmã do filho, ou não? Quem sabe, tudo é muito relativo nessa vida. Uma filha é gerada através de papai e mamãe, se é que você me entende. Caso deseje ter uma, você precisa transar com alguém, o que provavelmente só acontecerá daqui a uns mais de 8000 anos, ou seja, nunca. Portanto, uma filha é algo que está bem longe do seu alcance... A não ser que seja a filha de outra pessoa.

Apresentação[editar]

Erro ao criar miniatura: Arquivo não encontrado
Exemplo de uma filha irritante que puxou à mãe.

A primeira filha da qual se teve registro na história foi Eva, gerada através da costela de Adão, ou seja, indiretamente, ele estava grávido dela e, portanto, também pode ser considerado seu pai. Porém, tanto Eva quanto Adão foram as primeiras criações humanas divinas de que se tem notícia, sendo os únicos filhos biológicos de Deus, logo, pode-se interpretar que ambos eram irmãos. Mesmo assim, devido à falta de opções dos tempos bíblicos, Adão e Eva se casaram um com o outro, registrando o primeiro caso de incesto no mundo. Ainda que tivesse todo esse parentesco duvidoso, Eva conseguiu ferrar com a vida de Adão por fazê-lo comer aquela maçã proibida, o que faz dela é uma tremenda de uma filha da puta, isso sim.

Não existe nenhum outro registro de qualquer outra filha historicamente notável, uma vez que os pais também precisam ser conhecidos para gerar fama a sua prole, e somente filhos homens conseguiam obter algum tipo de notoriedade antigamente.

Características[editar]

Erro ao criar miniatura: Arquivo não encontrado
Esta filha aqui dá muito trabalho e desgosto para seu pai.

Geralmente, a filha gosta e tem o costume de imitar sua mãe desde quando ainda é criança, pois o exemplo materno tende a ser o modelo de mulher em que ela se tornará após chegar na idade adúltera adulta. Na maioria das vezes, as filhas só herdam das mães as coisas ruins, e conseguem ficar ainda piores do que a versão original.

Em relação ao pai, não é raro que as filhas possuam uma espécie de Complexo de Édipo ao contrário, ou seja, ela deseja sexualmente o patriarca. Como existe pervertido de tudo quanto é jeito, pode acontecer de que a filha seja correspondida por seu pai nesse absurdo, o que pode ocasionar um caso de incesto conforme o que já foi mencionado anteriormente.

Filhas podem ser únicas ou também podem ter irmãos e, neste caso, a tendência é de que haja muito ciúme e inveja entre ambas as partes, pois nenhum filho jamais é tratado sempre da mesma forma por seus pais. Se a filha tiver uma irmã então, aí sim piora de vez a situação, pois o sexo feminino já é naturalmente mais recalcado invejoso do que o masculino, podendo gerar brigas de consequências terríveis como puxões de cabelo e quebra de unha.

Onde encontrar a filha[editar]

  • No puteiro - É um local muito frequentado pelas filhas da puta, pois é onde vivem as mães das mesmas. Não raro, a própria filha trabalha no estabelecimento, ajudando a obter dinheiro para suprir a renda familiar.
  • Na casa da sogra - É onde vive um ente muito querido da filha, que é o namorado. Mas atenção: ele é querido somente durante o namoro, depois que a relação evolui para um casamento e ele torna-se marido, evolui automaticamente para corno e torna-se desprezado.

Coisas que a filha não gosta[editar]

  • Obedecer aos pais - Se tem alguma coisa que nenhuma filha que se preze gosta de fazer, é isso. Principalmente se os pais mandarem-na vestir roupas mais decentes ou tirar notas melhores na escola.
  • Se dar bem com os irmãos - Conforme já foi dito aqui neste mesmo artigo, filhas não têm um bom relacionamento com seus irmãos. Se tiver, é porque certamente ela deve ser adotada, e não biológica.

Ver também[editar]