Epilepsia

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Asclepius.png A Desciclopédia não é um consultório de medicuzinho.
Por isso, tome vergonha e vá procurar um para fazer seu check-up.
Wikisplode.gif
Para os neo-ateus que preferem acreditar em mentiras, os supostos experts da Wikipédia têm um artigo sobre: Epilepsia.

Cquote1.png Você quis dizer: osu!? Cquote2.png
Google sobre Epilepsia

Pessoa Epilética.(Versão Counter Strike:Source)
Se você ficar 10 segundos olhando pra imagem você não tem epilepsia.
Renato Russo tendo um ataque epiléptico.

A EPILEPSIA é uma doença conhecida por fazer a pessoa se contorcer feito uma lagartixa com dor de barriga. Nem sempre, porém, os sintomas são como os relatados; o suposto doente pode ser meramente um aluno do Carlinhos de Jesus ou um cover do Renato Russo.

Na verdade, a epilepsia geralmente ocorre como uma descarga elétrica no cérebro, como se o próprio corpo fosse uma Personal Eletric Chair. Assim, pessoas que acumulam muitas informações inúteis estão sujeitas a crises de mongol epilépticas. Não por acaso, estatísticas comprovam que há um número grande de epilépticos entre os descíclopes e outras aberrações da net.

Não obstante, crises epilépticas também surpreendem cachaceiros e drogados convalescentes. Isso porque também pode ser uma reação orgânica à ausência do combustível aditivado no sangue. Ex-drogados, em decorrência disso, têm uma grande chance de permancer integral e irreversivelmente em estado de perda de consciência, sob os efeitos do que os maconheiros cientistas chamam de "barato total". Celebridades como Inri Cristo são enquadrados nessa categoria.

Sintomas[editar]

Os Simpsons já sabem que animes com vários efeitos de luzes causam ataques

Geralmente, o epiléptico apresenta perda de consciência, rigidez corporal e tremores e contorções nas extremidades, como na cabeça, nas mãos, nos pés e no pinto. O indivíduo fica babando e tem uma perda aguda de noção da realidade. Os sintomas podem durar alguns minutos, mas, se durarem mais de 45 minutos e o levarem a se juntar à torcida organizada do Flamengo, então já é hora de procurar um médico.

Causas[editar]

Em termos médicos, a causa para a epilepsia é a falta de comunicação entre neurônios; às vezes, devido a falta de densidade demográfica na região encefálica, um neurônio pode levar muito tempo para levar uma mensagem a outro. Mas muitas outras podem ser as causas para a epilepsia. Às vezes os neurônios podem estar simplesmente em divergência ideológica um com o outro, o que acarreta na malfadada falta de comunicação; portanto, se não quiser desparafusar, tome logo uma decisão a respeito do resultado de operações complexas como a soma de 2+2.