Despoesias:Página principal

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

{{#logotipo:http://images.uncyc.org/commons/2/29/Despoesias.png}}

Bem-vindo(a) ao Despoesias
O seu Cancioneiro/Romanceiro livre de conteúdo.


Destaques:

<poem> Alborghetti - Póstumo

Alborghetti em seus últimos momentos, ao recitar esta poesia.

Eu fico desgraçado da minha cabeça quando penso que pelas portas do inferno irei passar No meu colo o capeta irá se sentar E se ele não gostar No meu peito terá de pular


De bom grado para o paredão o bandido e o vagabundo eu mandava e da família a bala eu cobrava dessa forma o bandido para a muzenga peidava


Crie abaixo uma nova despoesia!


Últimas Obras:


Wbar white.jpg
Projetos paralelepípedes
A Desciclopédia existe graças à entidade sem fins lucrativos Fundação Desciclomídia. A Desciclomídia opera vários projetos em diversas línguas, sempre com conteúdo livre: