Desnotícias:Explosão radioativa em restaurante deixa dois com 3 olhos e 1 morto na Suíça

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Desnoticias logo.png

Este artigo é parte do Desnotícias, a sua fonte de ignorância 24 horas por dia.

CIDADE DA CRUZ VERMELHA, Suíça

Uma secreta explosão radioativa deixou duas pessoas com 3 olhos e 1 morto em restaurante na Suíça nessa quinta-feira (9), a policia local suspeita de que agentes da OMRM (Organização para Morte de Retardados Mentais) foram que armaram o explosivo

Os policiais locais com uniformes no restaurante coletando evidencias
Cquote1.png Vid tidpunkten för den radioaktiva explosion, alla började skrika, jag också, bara när jag tittade åt sidan såg jag en person med 3 ögon, och sprang till toaletten för att inte få mer strålning bara när jag gick och tittade i spegeln, jag hade sett som också hade 3 ögon
Cquote1.png Traduzido: Na hora da explosão radioativa, todos começaram a gritar, eu também, só que quando olhei para o lado vi uma pessoa com 3 olhos, e corri para o para o banheiro para não pegar mais radiação... e também porque acho que aquele lanche tava podre e ia dar uma diarréia da por%$; só que quando entrei e olhei para o espelho, tinha visto que tambem tinha 3 olhos.
Disse uma das vitimas da explosão.


Os policiais não permitiu a entrada da nossa equipe no restaurante para bater fotos e mostrar nas desnoticias

Para azar da policia eles foram tentar ver o rosto dos armantes da bomba pelas câmeras de segurança, só que os armantes da bomba quebraram as câmeras quando foram armar a bomba, os policiais ainda conseguiram o vídeo antes do armantes da bomba terem quebrado as câmeras só que os armantes estavam usando mascaras.

Cquote1.png Mas... O PIOR AINDA ESTAVA POR VIR Cquote2.png
Afirma o entrevistado...
Cquote1.png Depois da explosão, deu um put* chero de merda velho, gostaria de estar no lugar do cadáver naquela hora... Meu deus... Parecia que os terroristas tinham soltado uma bomba de peido... Cquote2.png


Fontes[editar]