Dayana Mendoza

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
ESTE ARTIGO É SOBRE UMA GOSTOSA!!

Ela provavelmente não sabe atuar, dançar, cantar, desfilar, praticar esportes, fazer cálculos matemáticos ou qualquer coisa de útil para a humanidade. Mas quem liga? Todo mundo a conhece apenas porque ela é uma baita duma

GOSTOSA

Japonesa fazendo nada.jpg


Dayana Mendoza
Dayana-Mendoza.jpg
Origem Bandeira da Venezuela VenezuelaVenezuela
Data 1 de junho de 1986
Onde trabalha Em lugar nenhum
Talento(s) Falar pérolas
Dados
Cabelos Já variou em mais de 450 espectros de cores
Olhos verdes
Altura 1,78
Peso Informação confidencial
Busto 85
Cintura 58
Quadril 89
Coxa Informação nacionalizada por Hugo Chavez
Perfil
Hobby(ies) Visitar zonas que agridem os direitos humanos
Característica marcante a incrível burrice, a anorexia os belos olhos
Frase Cquote1.png [Guantanamo] é um local relaxante e paradisíaco, tão calmo e belo! Cquote2.png
Prêmios Miss Amazonas 2007; e Miss Universo 2008
Website
Site oficial de Daniela Mendoza

Cquote1.png Sou ídolo dela! Muito inteligente essa moça! Cquote2.png
Carla Perez sobre Dayana Mendoza

Dayana Mendoza (Manaus, 1 de junho de 1986) é uma modelo, miss, gostosona e burra ignorante que ganha a vida devido a sua beleza e falta de cérebro. É uma troglodita, e sabe falar espanhol, italiano, francês, inglês e muita merda. Mede 1,78 metros com medidas 12 de pulso, 23 de pescoço e 89 de cu.

Vida Pessoal[editar]

Vencedora do Miss Amazonas (é possível observar a ereção do jurado e cacique do Amazonas).

Dayana Mendoza teve uma infância como qualquer criança venezuelana normal. Viveu sob a opressão do governo e já foi raptada uma vez pelas Farc[1].

Carreira[editar]

Devido à falta do que fazer na Venezuela, Dayana Mendoza fugiu da Venezuela via Cuba/Bahamas e foi trabalhar como prostituta na Itália, França, Estados Unidos, Grécia, Espanha e Alemanha, renomados países que são declaradamente fãs de turismo sexual e exploração sexual de menores. Com o tempo começou a trabalhar para estilistas mais púdicos como a Max Mara liderada por Seu Ladir.

Ganhou o Miss Venezuela em 2007, representando o estado do Amazonas (que desistiu de disputar o Miss Marmelada Brasil que só premia as misses do RS e MG).

Credenciada, venceu o Miss Marmelada Universo de 2008, depois que Hugo Chevez ameaçou sumir com os jurados do evento (a exemplo dos jurados de 2007 que elegeram a japonesa sem curvas como miss). No concurso Dayana Mendoza foi eleita após a pergunta final, onde deveria responder o que ela acha da situação do Iraque, e respondeu que o país e seu povo era belo e maravilhoso.

Dayana Mendoza ganhou 120.000 dólares (moeda não aceita na Venezuela) e coisinhas como dinheiro, viagens, um ano como Miss Universo, apartamento em Nova York, sapatos, vestidos, cosméticos e uma coroa com valor de 200.000 doláres, que ela vendeu na Ponte da Amizade na fronteira entre a Venezuela e seu país de origem, Amazonas.

Visita à Guantánamo[editar]

Dayana Mendoza conhecendo a realidade da paradisíaca Baía de Guantánamo.

A modelo ficou famosa após sua memorável visita à Prisão de Guantânamo para entreter alguns soldados, onde relatou a realidade no local em seu twitter particular, sem hipocrisias, o relato foi reconhecido e aclamado mundialmente. Destacam-se as frases:

  • "[Guantanamo] é um local relaxante e paradisíaco, tão calmo e belo!".
  • "...Nós vimos jaulas, onde eles tomavam banhos, e recreavam-se assistindo clássicos filmes, fazendo arte, escrevendo, era muito interessante".
  • "Os americanos eram tão amistosos, todas as noites eles se reuniam para festejar em agradáveis restaurantes onde mulheres dançavam seminuas. Frequentemente eles me cumprimentavam usando o típico gesto local, abaixando suas calças e balançando seus genitais. Realmente era uma cultura muito intrigante".

Após essa visita, Hugo Chávez baniu a modelo da Venezuela e nacionalizou a coroa de Miss Universo.

Notas[editar]