Creed

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Arband.jpg Este artigo é sobre um(a) artista, grupo musical ou uma banda.

Certamente, seus fãs idiotas alienados o odiarão!

O inovador estilo do Creed.

Cquote1.png Você quis dizer: Pearl Jam Cquote2.png
Google sobre Creed
Cquote1.png aMuh U cReeD de PXaum! eLih É MtU gATuh... S2 cReed! I Amuh You!!!!! s2 Cquote2.png
Guria Retardada sobre Wisky Stap
Cquote1.png Puta que pariu porra, vai tomar no cú caralho.... Cquote2.png
Dercy Gonçalves sobre retorno do Creed
Cquote1.png Creedoooooooooooo Cquote2.png
Você sobre Creed
Cquote1.png CAAN IO TAME IO HAAIEEAR!!! Cquote2.png
Fan louca cantando musica do creed

Creed foi só mais uma bandinha de Seattle, surgida em meados de 1990.

História[editar]

A banda, em si. E é claro Wisky Stap na sua posição favorita, com a bundinha para cima.

A história do Creed começa em 1990 quando um jovem rapaz chamado Wisky Estepe descobriu que tinha talento para algo mais que ficar posando de rockeirinho e assim ficar dando a bundinha todos os dias. E então resolveu começar a cantar, mas como de longe se percebia que ele não tinha voz alguma, então resolveu tentar métodos alternativos para que sua voz soasse suportável. E o único método que deu certo à princípio foi o de na hora de cantar introduzir uma batata na boca (apesar de algumas vezes ser usada uma berinjela ou uma cenoura) para que sua voz parecece mais máscula. Além disso, Estepe ficava cagando nas calças, para que sua voz saisse mais potente com a força que ele fazia para cagar. Os papéis higienicos "Soft" e as fraldas "Pampers" viriam a patrociná-lo mais tarde.

A dificuldade, no entanto, nunca deixou que o jovem Stapeado desestisse do seu grande e secreto sonho: dar a rosca para Eddie Darth Vedder, seu grande ídolo. Durante o auge do movimento grunge, Stapeado (que ficava sem tomar banho por dias) se travestia de mulher (usando o nome falso de Lana, a safada) para tentar "penetrar" no camarim do Pêr Djêin, afim de conseguir entregar seu presentinho à Darth Vadder, porém ele só conseguiu mesmo ser comido por dois seguranças e três garis que se disfarçaram de produtores. Anos depois, já visivelmente cansado de mandar os seguranças enfiarem a porrada em Stapeado, Darth Vedder o desafiou para uma luta num canal de TV durante o programa Celebrity Deathmach, a luta foi realmente difícil e após duros golpes, Stap foi a nocaute depois de ter arame farpado raspado em sua garganta e apanhar para cacete de Tom Waits que não tinha nada a ver com a história. Desiludido por ter sido vencido por seu próprio ídolo, Stapeado jurou se vingar, se lançou em carreira solo e mandou um CD para Darth Vedder, que até hoje não se recuperou dos danos causados por essa máquina de destruição auditiva.

O Creed foi uma banda norte-americana (Foi porque ela é tão chata que ninguém mais aguentava) formada em 1990 na Mongólia, originalmente idealizada pelos amigos Wisky Stap (vocal) e Mark Tramontina (guitarra). O grupo fez muito sucesso graças às suas letras que eles copiavam descaradamente do Pêr Djêin. A banda, que sempre viveu sob a acusação de ser um cover de lixo do Pearl Jam, acabou em 2004. Segundo muitos, por desavenças entre Wisky Stap e Tramontina, devido ao primeiro ser um emo gay e quisesse agasalhar o croquete nas hora mais inapropriadas com seu "amigo" de banda o tramontina.

Durante o ano de 2003 a banda praticamente sumiu do cenário da música,(graças aos "fãs" que descobriram quea a banda não prestava) o que gerou boatos de que a banda estava terminando. A gravadora tenta se explicar alegando que Stap e tramontina terminaram seu casinho homossexual nas piores condições possíveis, e que retornaria à ativa logo. Porém os boatos estavam certos, a maravilhosa realidade era: O Creed havia acabado (ufa já não era sem tempo). Não houve um motivo bem especificado, mas os integrantes afirmaram apenas que foi maravilhoso enquanto durou as suas orgias homossexuais nos backstages. Existem muitos boatos, o mais aceito é o de que Tramontina não estaria mais se entendendo com Stap, devido aos sérios problemas de comportamento do vocalista, que não parava de dar a bunda para qualquer um, o que tornava o relacionamento dos dois instável. Segundo notícia da Revista Rolla Stone, Wisky Stap revela ter sido usuário de cheiramento de gatinhos exessivos e havia tentado cometer suicídio, pois tramontina não queria mais comer sua bunda porque temia contrair o vírus da AIDS e outras DSTs, já que Wisky Stap, não ligava em preservar a relação e saia trepando com qualquer um que tivessse um pênis acima de 20 cm.

Em 2009 foi anunciado o retorno da banda, como Wisky Stap estava cansado de cheira gatinhos e se prostituir sozinho, o mesmo ligou para Mark Tramontina, que, cansado de se masturbar assistindo Emmanuelle aceitou de pronto retornar seu caso amoroso com Wisky Stap com a banda, voltando assim, a mesma putaria de antes. Com um porém, Wisky Stap teria que se preservar quando mantivesse relações com qualquer um que tenha pênis acima de 20 cm, senão a banda terminaria novamente para sempre eternamente.

Curiosidades[editar]

  • Wisky Stap tem ascendentes de éguas selvagens, de uma reserva indígena da Carolina do Norte.
  • Antes de se chamar Creed a banda chamava-se Naked Toddler (algo como "comer seu cú")
  • As letras de Wisky Stap e tramontina são bem íntimas, já que eles mantinham uma relação emossexual.
  • "What´s This Life For? é baseada no suicídio de um colega deles,que se suicidou porque Wisky Stap não queria mais cheirar gatinhos e dar a bundinha para ele.
  • O homem da capa de "My Own Prison" é um amigo da banda chamado Justin Brown, que é acostumado a manter relações sexuais com toda a banda.
  • O símbolo do Creed também foi uma criação de Dan Tramontina irmão do marido de Wisky Stap. Ele se baseou na fivela do cinto que Wisky Stap usava quando costumava passar os fins de semana com ele, dando a bundinha. Podemos ver ele usando essa fivela no clipe de "Higher".
  • A fivela é um símbolo dos emossexuais americanos.
  • Na faixa 'Ode' do álbum "My Own Prison" a partir de 03:03 ate 03?13 escuta-se alguns murmurios. Quando indagado sobre o que é dito ali, Wisky Stap respondeu que era ele sendo enrabado por tramontina, ele disse que naquele momento se encontrava de quatro, e tramontina mandava "V" no rabo dele.
  • Algumas pessoas dizem que conseguem ver imagens subliminares na capa de Human Clay. Um pouco abaixo, entre as letras M e A na palavra "human",aparece a figura de Wisky Stap sendo enrabado.
  • A formação do Creed era de 5 integrantes, o outro integrante era o guitarrista Brian Bazar que deixou a banda pois não aguentava a viadagem da banda principalmente de Wisky Stap, que queria decorar o estúdio todo em tom rosa.
  • Quando perguntado sobre qual a mensagem que o Creed queria passar ao mundo, Wisky Stap, vocal da banda, disse: "Nenhuma, faço isso apenas para ter o prazer de ser enrabado e cheirar gatinhos de graça".
  • Segundo Wisky Stap, apenas as músicas "With Arms Wide Open" (Vou abrir meu cu para você) e "Lullaby" (eu sou uma bixona),foram baseadas em momentos felizes da sua vida (quando era comido no minimo 20 vezes por dia).

Creed foi indicado como a Banda Favorita de emocore pelo "Emocore channel Choice Awards!", prêmio do mais famoso canal emossexual do mundo.

Discografia[editar]

  • My Own Prison, ("Minha própria prisão") 1997. Singles:
    • Torn, ("Dilacerado") 1997
    • What's This Life For, ("Para que serve está vida") 1998
    • One, ("Escolhido") 1998
  • Human Clay, ("Humano gay, esse sou eu") 1999, relançamento em 2000 e 2001. Singles:
    • What If? ("E se") 1999
    • Are You Ready, ("Você está pronto?") 2000
    • With Arms Wide Open, ("venha para mim já estou todo aberto") 2000
  • Weathered, ("Anal explicito") 2001. Singles:
    • My Sacrifice, ("Meu sacrificio") 2001, relançamento em 2002
    • Don't Stop Dancing, ("Não pare de dançar") 2002
    • Weathered, ("Anal explicito, single") 2002
    • Bullets, ("Rollets") 2002
    • One Last Breath, ("um último gemido") 2002

Membros[editar]

Ver também[editar]

  • Alter Bridge, que é a mesma merda, só que com um cara que não canta com um pau na boca