Cindy Crawford

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Luma de oliveira machete 1987.jpg

Cindy Crawford é uma ex-gostosa
Ela já inspirou muitas homenagens, mas foi o tempo quem realmente a comeu.

Cindy Crawford
Cindy crawford.jpg
Cindy depois de cheirar uns gatinhos
Origem Bandeira dos Estados Unidos Estados Unidos
Data 20 de Fevereiro de 1966
Onde trabalha Bem longe de você
Talento(s) Todos
Dados
Cabelos Castanhos
Olhos Castanhos
Altura 1,75
Peso 59
Busto 86
Cintura 66
Quadril 91
Coxa 50
Perfil
Hobby(ies) Atuar
Característica marcante PerebaPintinha sexy no rosto
Frase Cquote1.png "Ainda sou melhor que você." Cquote2.png
Prêmios Modelo Mais Rica do Mundo
Website
[1]

Cquote1.png Minha descendente. A pinta no rosto não deixa dúvidas! Cquote2.png
Marilyn Monroe sobre Cindy Crawford
Cquote1.png Já comi! Cquote2.png
Richard Gere sobre Cindy Crawford
Cquote1.png Já comi também! Só que com a mão... Cquote2.png
Você sobre Cindy Crawford

Cindy Crawford foi uma das modelos mais gostosas e bem pagas dos anos 80. Atualmente, ela é só ex-gostosa e bem paga, já que se aposentou como modelo.

Infância[editar]

Filha de agricultores, Cindy era uma caipira pobretona que colhia e vendia o milho da plantação da família em feiras para poder um dia pagar seus estudos na tão sonhada faculdade de Engenharia Química. Em uma dessas feiras, foi descoberta por um dos olheiros da agência Elite, mas por ser muito ignorante, a moça confundiu-o com um cafetão tarado e pensou que a Elite tratava-se de algum tipo de puteiro, portanto recusou prontamente o convite para tornar-se modelo.

Porém, Cindy passou a receber estranhos sinais nas plantações de milho, além de notar um estranho comportamento nos animais da fazenda onde residia. Foi o suficiente para a moça voltar atrás, aceitar a oferta da Elite e mudar-se para a cidade grande.

Carreira[editar]

Só para efeito.

Cindy aceitava todo tipo de trabalho (fotográfico, é claro) que lhe era proposto, como vestir biquíni no inverno e casaco de pele no verão, então em pouco tempo foi promovida a modelo de passarela, e ao invés de simplesmente fotografar usando aquele monte de roupas ridículas, ela agora precisava desfilar e fingir que gostava daquilo. Por contrariar o padrão anorexia-bulimia que imperava na época e ser uma puta gostosa, Cindy chocou multidões e seu dinheiro aumentou significavelmente.

Lógico que não tardou para que a revista Playboy convidasse Cindy para ser sua capa, e ela aceitou, tornando-se a primeira modelo coelhinha da Playboy. Para não perder o embalo com os adolescentes (e punheteiros), a MTV aproveitou e contratou-a como VJ.

Insatisfeita com o sucesso, Cindy decidiu lançar sua própria linha de produtos, que incluía livro, boneca, maquiagem, calendário, biquíni, vídeo de ginástica (que certamente sua mãe comprou na esperança de ficar com o corpo parecido com o dela, e você assistia escondido pra se masturbar com a Cindy malhando de maiô) e até bebidas.

Ainda insatisfeita, decidiu virar atriz de cinema e também abriu um restaurante para incentivar as mulheres a comerem mais, a fim de provar de uma vez por todas que ser anoréxica não é ser uma mulher bonita.

Atualmente[editar]

Cansada de ser cultuada como objeto de onanismo, Cindy abandonou de vez sua carreira de modelatriz e hoje é militante de campanhas beneficentes de combate à leucemia, além de ser uma célebre usuária de Botox.