Aves

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
(Redirecionado de Ave)
Ir para: navegação, pesquisa
Aves
Um Campephilus principalis.
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Acordados
Superclasse: Quadrúpedes
Classe: Voadores

Cquote1.png Você quis dizer: Ave César! Cquote2.png
Google sobre Aves
Cquote1.png Experimente também: Ave Maria Cquote2.png
Sugestão do Google para Aves
Cquote1.png Olha o passarinho! Cquote2.png
Fotógrafo sobre aves
Cquote1.png Olha o passarinho o caralho!!!Somos descendentes dos dinossauros. Não nascemos para ser bonzinhos!!! Cquote2.png
Red do Angry Birds sobre comentário acima
Cquote1.png ô sôra, o que da na cruza de um quero-quero com um pica-pau?? Cquote2.png
Garoto de 12 anos sem graça fazendo graça para os colegas sobre cruzamento de aves

Aves são uma das 16 classes de vertebrados (animal difíceis de comer por terem espinhas). São caracterizadas por serem os únicos animais que são bípedes, ovíparos e tem sangue quente ao mesmo tempo, além de serem conhecidas por terem bicos, asas, penas e consequentemente voarem.

Evolução[editar]

É incrível imaginar que um animal assim...
...tenha ficado desse jeito.

Segundo os cientistas, as aves teriam surgido há 150 milhões de anos atrás, durante o Período Jurássico, quando um dinossauro carnívoro mutante tentou voar. Acredita-se que esse réptil era da família dos raptores, dinossauros superinteligentes com habilidades ninja que caçavam em bando (e fizeram o maior sucesso no filme Jurassic Park). Devido a tão extrema inteligência eles começaram a observar os céus e fazer previsões astreonômicas, dentre as quais eles previram que o mundo seria devastado por um asteroide e que apenas aqueles de bom coração os mais aptos sobreviveriam. Então, trataram logo de digievoluir para aves, mesmo que as penugens os deixassem com aspecto ridículo e menos amedrontador que as escamas dos dinossauros. Eles já eram leves, rápidos, inteligentes, botavam ovos e tinham penas (é verdade! Spielberg omitiu esse fato, para seus monstros não ficassem parecendo destaques de escola de samba), só faltava terem bico e voarem.

Após muitas transformações, e com a ajuda da Doutora Júlia, eles geraram os primeiros protótipos aviários. No entanto, como ninguém nunca esteve na era dos dinossauros, a não ser os Flintstones e até esses já morreram, não há como termos certeza dessa hipótese maluca.

Possível aparência de um Arqueópterix, o primeiro protótipo aviário e talvez o avô de todas as aves (o exame de DNA ainda não foi apurado).

Voando alto[editar]

Aprender a voar não é uma tarefa fácil.Veja o que aconteceu com esse pássaro que tentou voar sem capacete: se estatelou contra um rochedo e ficou parecendo uma figura abstrata.Obviamente não sobreviveu pra contar a história.
As aves são muito quentes, uma galinha no choco fica a quase 50°C, enquanto a nossa temperatura é de apenas 37°C!
Agora sim, planagem PERFECT! CONGRATULATIONS!

No seu looooongo caminho evolutivo, as aves adquiriram vários superpoderes várias características essenciais que permitiram o voo a elas. Entre estas podemos citar:

  • Endotermia: significa que o corpo delas tá sempre quente, na mesma temperatura por dentro.Sabe quando você diz que a tua prima é quente, fogosa; então, isso tem a ver com ela ser uma galinha, que é uma ave;
  • Desenvolvimento das penas: pode parecer algo insignificante, mas ser uma alma penada te a ajuda a voar.As penas também são usadas para atrair parceiras, atacar os inimigos (lembre-se das harpias e suas penas de aço que eram usadas como flechas) e fazer os rivais se renderem usando as penas para matá-los de cócegas;
  • Desenvolvimento de ossos pneumatizados: Ossos ocos, com ar dentro deles para refrigeração servirem como canalizações de água e esgoto deixarem o pássaro mais leve;
  • Perda, atrofia ou fusão de ossos e órgãos: ocorreu um verdadeiro recorte e colagem ao modo Dr. Frankenstein dentro do corpo aviário, para que pudessem voar melhor;
  • Desenvolvimento de um sistema de sacos aéreos: tipo balões, pra que ela flutue facilmente.Não minta pra uma ave, ou ela te engole e te deixa no saco até você confessar, seu fanfarrão!;
  • Postura de ovos: sinceramente, não sei no que isso ajuda a voar, mas é o que a Wikipédia diz.Mas pelo menos é bom citar, pra que todo mundo lembre que as aves tem como característica importante botar ovos;
  • Presença da quilha, um osso que é uma expansão de um outro osso, chamado esterno (que apesar do nome fica dentro da ave mesmo), na qual se prendem os músculos que movimentam as asas.Uma alavanca e um cabide, resumindo;
  • Ausência de bexiga urinária: pra não ficar balançando os balangandãs enquanto voa, seria indiscreto e teria o perigo de perder os testículos com um vento forte;
Há controvérsias sobre a falta de dentes.
  • Ausência de dentes:diminui o peso e evita que elas fiquem gastando dinheiro no dentista em tratamento de canal.Afinal, pra que dentes se você já tem bico?;
  • Corpo leve e aerodinâmico: só faltava um spoiler e tração nas quatro rodas com um câmbio automático pra virarem carros de corrida.

Mas mesmo com todo esse arsenal, aprender a voar não foi tarefa fácil.Tendo que competir com os Pterossauros e com insetos gigantes, correndo a todo o momento o risco de serem atingidos por asteroides e tendo que desviar das turbinas dos aviões dos Flinstones, foi complicado aprender a voar.A invenção do Redbull ajudou pra caramba, e todo pássaro que se preze tem um estoque ilimitado dessa poção milagrosa, já que Redbull te dá asaaas...

É importante lembrara também que nem todas as aves voam, como as ratitas e algumas carinatas que traíram o movimento voador, véio, tipo o pinguim e o dodô.Afinal, voar cansa muito, e se você vive em ilhas sossegadas sem grandes predadores não tem problema nenhum deixar o caos aéreo de lado e simplesmente relaxar...


Análise morfológica:Como montar sua própria ave[editar]

Anatogato Anatomia de uma ave, simplificada para que até você possa entender.
O bico das aves: artigo multiuso, muito mais eficiente que um canivete suíço.Compre já o seu!

As aves em geral são muito parecidas em seu motor interno, então sabendo montar uma você pode fabricar qualquer espécie que queira; não é prático? Para montar sua própria ave você vai precisar de:

  • Ossos finos e ocos feito bambu, pra canalizar o chacra e ajudá-los a levitar;
  • Muitos músculos poderosos (as aves estão entre os animais mais musculosos do mundo, pra não fraquejarem enquanto voam);
  • Braços compridos pra caralho (no mínimo 2X maiores que o comprimento do corpo), com os ossos dos dedos fudidos fundidos entre si em um triângulo de três lados;
  • Poucas vértebras na cintura e no rabo (elas não dançam funk, pra que terem malemolência aí?);
  • Uma quilha, um esterno (os tais ossos de que nós já falamos), e o famoso ossinho-da-sorte, um porta-boas energias embutido, pra não ter o azar de encontrar turbulências, gatos pretos e turbinas de avião;
  • Crânio pequeno, com um cérebro de passarinho dentro, e um bico , que nada mais é do que uma versão high tech dos dentes dos répteis.Dependendo da ave que você queira construir o bico é diferente, e enquanto nos paleognatos o bico é mais demodê, os neognatos tem um bico mais tecnológico (sacou por quê "mandíbula pré-histórica" e "mandíbula atual"?);
  • Duas pernas bípedes com uma tíbia, um tarso(não aquele louco da novela Duas Caras!) e três dedos.O pé também é variável, e varia desde a espora de um falcão até um pé de pato;
  • Um papo, uma barriga redonda e órgãos internos que são uma delícia grelhados;
  • Um ânus e uma vagina juntos em um único buraco chamado cloaca (a Desciclopédia recomenda: nunca meta num passarinho, ou você vai sair muito sujo, além de estrunchar o coitadinho);
  • Asas e, principalmente penas, muuuuitas penas.

Misture tudo e bata no liquidificador junto com banha e tripa de galinha durante 70 milhões de anos e você terá o seu próprio pássaro!

Rituais de acasalamento[editar]

A maior parte da vida das aves é voltada para o acasalamento (é, eles adoram aquilo...), e portanto não dá pra gente falar delas sem falar disso.Nas espécies de pássaros é o macho quem se arruma e a fêmea que escolhe com quem quer ficar, exatamente ao contrário do que acontece com a espécie humana.Os pássaros se esforçam muito nisso: se enfeitam de um modo vibrante e colorido, constroem ninhos muito bem arquitetados e decorados, criam sinfonias melodiosas e harmônicas, além de muitas outras frescuras de que as namoradas gostam.

Alimentação[editar]

DramaticQuestionMark.png
Você sabia que...
  • ......os pseudonerds da Wikipedia acreditam que o mafagafo é uma espécie de ave? Bando de idiotas...

As aves comem quase tudo, já que vivem ao redor do planeta todo, e contanto que sejam comidas leves, eles traçam.Voar exige muito do metabolismo (apesar de ser bom pra emagrecer.Já viu alguma ave obesa?), e elas tem grandes necessidades energéticas, ou seja, precisam comer o dia inteiro sem parar para poderem sobreviverem (comer o dia todo e nunca engordar...ah, quantas mulheres gostariam de ser como as aves...).Em seu cardápio estão principalmente frutas, as quais elas ajudam a espalhar as sementes para aumentar as florestas; ou seja, quando um pombo cagar na sua cabeça fique feliz, pois você estará contribuindo para o surgimento de novas árvores.Além de gerar pomares pelo poder da bosta, o planeta também fica mais limpo com a ajuda dos urubus e dos abutres, que limpam todo o lixo e defuntos que nós produzimos.Elas também controlam as populações de insetos, para que os mosquitos da dengue e as baratas não dominem o mundo.

Aves de Rapina[editar]

Enquanto a maioria das aves desperdiça seu tempo comendo essas bobagens, as aves de rapina buscam o que realmente importa: carne.Elas desenvolveram poderes letais que fazem delas quase indestrutíveis e dominadoras da prática de voar pra caralho.Com bicos e garras mais afiados que facas ginsu e voando a mais de 200Km/h com uma visão de águia, literalmente, eles mergulham sobre a presa e em questão de segundos é só o que sobra.Confira algumas etapas do ataque de uma dessas criaturas:

Aves do terror[editar]

Um desgraçado sendo atacado por quatro aves terroristas ao mesmo tempo.
Uma ave do terror aplicando um losango aberto invertido no lobo mau

As Aves do terror foram ainda mais longe que as aves de rapina em ferocidade.Querendo trazer a cultura dos dinossauros de volta a vida, esses neognatos traíram suas asas e se tornaram terrestres e gigantes, conseguindo vencer em sua vida profissional e se tornando os maiores predadores da América do Sul.Com mais de 200kg, esses lutadores da pesada não eram pesos-pena, e se meteram em altas aventuras enfrentando mamíferos barra-pesada em lutas que até Deus duvida.Dominando a Terra por mais de 51 milhões de anos, elas tocaram o terror nas nações mamíferas imperialistas, aprontando terrorismos devastadores na América Latina e chegando até a América do Norte, depois que uma ponte foi construída no meio do caminho.

Relação com outros bichos[editar]

As aves, por viverem pelo mundo todo, ocuparem quase todos os nichos ecológicos e dominarem o céu, a terra e o oceano, tem muita relação com outros bichos.Primas dos répteis e camaradas dos mamíferos, elas buscaram uma posição meio neutra durante a grande Guerra Mamalia - Reptiliana (conflito militar entre esses grupos vertebrados, buscando cada qual a supremacia dos continentes e dos oceanos), mas os prejuízos que elas sofreriam seriam inevitáveis.Por sorte, as penosas sabem muito bem se defender, e se formaram na arte de aterrorizar outros vertebrados com seus ataques aéreos.As aves com certeza mandarão no planeta futuramente, e a única coisa que ainda atrapalha os planos maléficos delas somos nós.

Relação com os humanos[editar]

Nos últimos tempos, os humanos e as aves tem entrado em confronto muitas vezes.Elas acabaram adquirindo muitas características nossas, boas e ruins (mais ruins do que boas, diga-se de passagem), se tornando muito próximas de nós e até grandes companheiras.Mas alguns acreditam que tudo isso é parte de uma trama de espionagem, pra que elas descubram nossos pontos fracos e nos liquidem rapidamente, ocupando o controle global, acima dos répteis e dos mamíferos em geral.

É claro que nem todas estão envolvidas nisso; quem realmente está por trás dessa conspiração é a Máfia dos Pinguins, liderados pelos arqui-comandantes Capitão, Kowalsky, Ricco e Recruta, sob as ordens do magnânimo Pinguim-imperador.Isolados em um continente afastado de tudo, onde nem os melhores desbravadores humanos conseguem sobreviver direito, eles tramam sem que ninguém possa fazer nada para impedir.Sabe aqueles casos de pinguins que chegaram cansados e mortos de fome nas praias do Rio de Janeiro?Você acha mesmo que eles chegaram lá por acidente?Isso também já aconteceu na África do Sul e na Austrália, acha mesmo que é coincidência?E as novas inovações tecnológicas, como o Twitter e o Linux, você acha mesmo que eles foram criados por humanos, sendo que tem por tema as aves?O filme Os Pássaros, de 1963, foi só um aviso: eles atacaram em massa logo em breve, e com o aquecimento global e o derretimento das geleiras, vai ser ainda mais fácil pra essas aves marinhas semi-aquáticas invadirem as zonas costeiras.É claro que isso pode ser só paranoia nossa, ao estilo Guerra Fria (gelada, aliás, sendo que falamos de uma ave polar)...mas também pode não ser!Então, fique atento, Anônimo, pelo bem da humanidade.


Subordens[editar]

As aves podem ser divididas com facas de qualidade, como aquelas do Kill Bill primeiro em duas subordens principal:

Como o que é passado já passou, vamos estudar só as que ainda não foram comer capim pela raiz: Os Neornitos são divididos em duas superordens: Paleognathae e Neognathae.

Paleognathae[editar]

As Paleognathae são aves que não sabem voar por terem asas curtas por demais da conta.Após a extinção dos dinossauros e o início da Era dos Mamíferos e das Aves elas, agindo a uma maneira renascentista, quiseram resgatar o antigo poderio dos sáurios.Optaram por fazer cosplay deles: deixaram as asas atrofiarem, fizeram cirurgia plástica pra mudarem o osso externo esterno de lugar e extraíram a quilha , para ficarem grandes, rápidas e com bicos de terópodes.

Neognathae[editar]

As Neognathae, são as aves que finalmente conseguiram voar (ou nadar, já que o pinguim apareceu aqui). Foram elas que desenvolveram o que as aves fazem de melhor, dominar os céus, e após centenas de horas de voo conseguiram se tornar os vertebrados mais rápidos e numerosos do planeta.Justamente por isso elas são formadas por uma lista interminável de ordens: abaixo, apenas algumas poucas ordens dessa superordem e um representante de cada uma.

Ordens[editar]