Artilharia

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
CUIDADO!!! CONTEÚDO EXPLOSIVO!

Esta página contém elementos bélicos, químicos, atômicos ou bombásticos,
podendo causar um grande estrago no computador (e na mente) do leitor.
Bombanuclear4.gif


Canhão sendo usado como corda bamba. Não tente fazer isso em casa.

Cquote1.png KABBOOOMMMMMM!!!!!! Cquote2.png
Artilharia sobre alvo
Cquote1.png E agora, o que faremos? Cquote2.png
Soldado da infantaria ao ver um canhão apontado em sua direção
Cquote1.png Repita comigo: Pai nosso que estás no céu... Cquote2.png
Colega do soldado sobre citação acima

A artilharia é mais uma das divisões do exército, e é a melhor, pois diferente da infantaria e da cavalaria, fica bem longe das batalhas, apenas atirando bombas explosivas nos otários que não se protegem, como se eles quisessem que um míssil os leve a um quilômetro de distância. Além de ficar atirando nos soldadinhos até não sobrar mais terra plana, ela pode fazer missões mais divertidas, dependendo da imaginação e criatividade dos oficiais, ou se tiver sobrando munição para isso.

A artilharia é composta por canhões maiores que sua casa, e nas horas de paz eles são usados como abrigo por moradores de rua. E mais os carinhas que disparam os canhões. Apenas isso, sem mais formações para complicar a cabeça dos estrategistas de guerra. Por isso, as outras formações inúteis das forças armadas está sendo substituidas pela artilharia, que hoje tem foguetes irados que levam metade de um estado por terra abaixo.

História[editar]

Artilharia atirando para o alto no treinamento contra passarinhos.

Desde que o homem encontrou na guerra um passatempo para descontar seus problemas pessoas naquela pessoa desconhecida, os mais espertos pensaram em algo que pudesse acabar com os inimigos de longe sem sair correndo que nem um maluco gritando para o nada até as cordas vocais se romperem. Mas como a tecnologia era uma porcaria, precisava-se fazer uma força maior do que a feita no banheiro, com o risco da pedra cair em cima deles mesmos e ferrar os próprios combatentes, girar um negócio até dar calo nas mãos e rezar para não haver nenhum problema.

Mesmo com esse esforço descomunal, o pedregulho apenas rolava uns 10 metros. Assim, a artilharia não foi usada até inventarem tubos gigantes com esplosivos dentro, junto com um recarregador grande e automático. Os problemas dos artilheiros acabaram, e agora podiam explodir qualquer mané que os zoava anteriormente.

Características[editar]

Matar os inimigos sempre atirando bombas neles ficou um saco porque perdeu a graça. Assim, os artilheiros inventaram novos métodos para matar os inimigos sem ficar muito repetitido. A primeira maneira diferente de ferrar com os adversários é soltar um morteiro. Ele parece um fogo de artifício, mas quando cai, acaba com a cabeça de quem estiver embaixo. Ver os crânios se rompendo de uma forma brutal é divertido para os artilheiros.

Outra maneira é por foguetes. Com os foguetes, os homens podem fazer o trabalho sem precisar se levantar e parar de ver pornografia no computador. Basta do PC mirar e apertar um botãozinho que um foguete e o computador fazem o trabalho pesado para você. Essa facilidade e a diversão de verem os cenários destruídos fazem a carreira de artilheiro de futebol uma das mais procuradas no mercado de trabalho.