13 Reasons Why

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Asclepius.png

Aviso de interesse público: este seriado reforça estereótipos idiotas relativos a suicídio, estupro e bullying na adolescência. Se você for fresco ou emo, saiba que a Desciclopédia não se responsabiliza por qualquer dano à sua saúde.

Alerta de spoiler: O artigo pode conter alguns spoilers, tais como o fato de que

Hannah Baker, Jeff Atkins, Bryce Walker, Monty de La Cruz e Justin Foley morrem.

Então leia por sua conta e risco, e não se esqueça de dar uma de Pattinson.


Powerpoite-vinheta.png

Este artigo discute coisas intrínsecas aos anos 2010!
Provavelmente ele se refere a coisas daquela época, tais como Facebook, Rússia e Xbox ONE.

Hitler curtindo um som do Fresno. 13 Reasons Why é emo.

Se você não respeitá-lo(a), um deles chamará o Adolfinho para lhe transformar em purpurina.


Th1rteen R3asons Why

PicsArt 04-02-10 32 44.jpg

Gênero Telenovela Drama, muito drama mas muito drama mesmo, drama pra caralho adolescente do Ensino Médio
Quem criou Selena Gomez e um viado chamado Brian Yorkey
Onde passa Netflix
Faixa etária 18 anos para não ser influenciado por essa bosta


DramaticQuestionMark.png
Você sabia que...
  • ......botar as culpas do suicídio de alguém noutras pessoas é estúpido?
DramaticQuestionMark.png
Você sabia que...
  • ......essa série ter mais do que 1 temporada não faz qualquer sentido?
Resumo desse seriado.

Cquote1.png Como assim isso tem 4 temporadas!? Cquote2.png
Qualquer um sobre 13 Reasons Why
Cquote1.png Tudo é dramático pra caralho nessa PORRA! Cquote2.png
Capitão Nascimento sobre 13 Reasons Why
Cquote1.png Essa é a série que todos os adolescentes deviam assistir! Cquote2.png
Propaganda ridícula sobre 13 Reasons Why
Cquote1.png Ou não. Cquote2.png
Ou não sobre citação acima
Cquote1.png Mamae, papai, eu não quero ir para o Ensino médio! Quero ir trabalhar! Cquote2.png
Criança depois de assistir 13 Reasons Why
Cquote1.png "How to Get Away with Suicide" era o título original. Cquote2.png
Selena Gomez sobre título dessa série
Cquote1.png Quem criou isso foram os mesmos criadores do Baleia Azul? Cquote2.png
Eu sobre 13 Reasons Why
Cquote1.png Série mais idiota. Cquote2.png
Qualquer um sobre 13 Reasons Why
Cquote1.png MeLhOrRhH xXeErRiIaAdDuUhH DdIiHh XeEmMpPrRêÊ!!! FfAaHWwAa TtAanNtTuUhH pPaA MmIiIHhH!!! Cquote2.png
Emo sobre 13 Reasons Why
Cquote1.png Amava essa série! Pena que não deu tempo de assistir ela inteira... Cquote2.png
Chester Bennington sobre 13 Reasons Why


Quando pensa que já viu tudo, eis que os Bastardos Unidos e Selena Gomez trazem um seriado que transforma o suicídio de uma guria retardada adolescente num entretenimento de mistério e dramático pra caralho para gurias retardadas.

13 Reasons Why (em miguxês "Th1rteen R3asons Why" para os emos compreenderem ou "Os 13 Porquês" para você que é burro) é uma série bosta de televisão estadunidense da Década de 2010, baseado no livro igualmente bosta com o mesmo título de 2007 de Jay Asher. Essa merda conta a estória de Hannah Baker, uma patty bonitinha, sonsa e retardada, sem qualquer doença mental, que se suicida só para se vingar das pessoas que foram mazonas para ela no Ensino médio. Depois, ela deixa 13 cassetes onde fala quem são as supostas pessoas que a conduziram ao suicídio para que elas paguem, de algum modo, pelo que lhe aconteceu. Toda essa estória só acontece porque existe Tony Padilha, um gay mexicano completamente desocupado na vida que se dá ao trabalho de distribuir as cassetes e perseguir, no seu carro e a altas horas da noite, os personagens "culpados" pelo suicídio de Hannah. Mas é claro que se as infames cassetes fossem parar na lixeira, não haveria seriado.

Esse seriado pega em todos os estereótipos estadunidenses sobre o Ensino médio e bota-os todos no Liberty High, na Califórnia, onde todo o mundo é um intrometido da pior espécie, metendo-se constantemente na vida uns dos outros, e, aparentemente, a única pessoa do Ensino médio a quem ocorrem dramas é a Hannah (excepto é claro, ao atleta popular que tem uma mãe drogada que coleciona namorados problemáticos, que lhe batem e o expulsam de casa, mas como ele é popular claro que esses problemas são insignificantes quando comparados aos de Hannah que mais parecem ter sido escritos por uma feminista do Tumblr). Após o suicídio de Hannah, todo o mundo está obcecado com isso, falando do "acontecimento" durante semanas (?), meses (?)... não se sabe ao certo a linha temporal dessa bosta... mas isso leva a concluir que não deve acontecer muita coisa por lá, já que na vida real as pessoas falariam acerca disso durante 1 semana, no máximo, depois iria cair no esquecimento com as pessoas cagando e andando para o assunto.

Para um seriado que pretende combater o Bullying, essa merda escrota é só uma bosta autêntica que glorifica o suicídio de uma guria retardada sem problemas reais (Kurt Cobain está dando volta na tumba com essa bosta de seriado) ... e ensina que você deve botar a culpa nos outros pelo fato de adorar bancar a dramática e de fazer todas as situações acerca de si próprio. É isso mesmo: o modo como você lida com as coisas é culpa dos outros e não sua!

Personagens[editar]

Hannah Baker (Katherine Langford)[editar]

Tristinha porque é a melhor bunda na segunda classe do Ensino médio :'(
Hannah Baker mostrando aos emos como se faz.

Hannah Baker está na corrida para o prêmio "Protagonista mais Irritante de Todos os Tempos"! Excepto se você for fresco ou uma pita, não há como sentir empatia com essa anta. Hannah Baker é do gênero Bella Swan, com toda a escola obcecada por ela por razões desconhecidas... e com todos os caras populares querendo pegar ela, apesar de ser retardada social. Hannah é uma completa imbecil escrota e esnobe que xinga todo o mundo e ainda fica se questionando porque ninguém (exceto o retardado Clay Jensen que bate punheta vendo fotos dela e está desesperado para a pegar) quer ser seu amigo. É uma patty cujo único interesse é ser popular e chamar a atenção, mas quando lhe dão atenção por ser gostosa banca a dramática. Para além de ter um ego do tamanho do mundo, se achando muito importante e botando a culpa de suas acções nos outros, pensa que seus colegas são uns desocupados na vida que têm tempo para escutar suas cassetes ridículas. Como é uma menina mimada vira emo quando as coisas começam a correr mal na sua vida, do género quando a sua amiga de café deixa de lhe falar. É uma attwhore, dependente da aprovação alheia e que quer que todo o mundo ande atrás dela.

Hannah é burra que nem uma porta: quando é vítima de perseguição, em vez de contatar a polícia ou simplesmente fechar as persianas das janelas de seu quarto, leva uma garota aleatória para tratar do assunto. Ela está cagando e andando para seus pais que fazem tudo por ela, até lhe compram um carro novo só para ela ir no Baile de Inverno. Quando presencia um estrupo em vez de ajudar a garota, simplesmente fala disso nas cassetes, ou mesmo quando ela própria é vítima de estrupo pelo mesmo cara, não vai na delegacia apresentar queixa e nunca pede ajuda para nenhuma personagem dessa bosta e ainda fica culpando os outros por "não a salvarem" e "não se importarem" quando ela própria não passa de uma drama queen.

Clay Jensen (Dylan Minnette)[editar]

Cara esmagada por Mike Tyson: o figurino habitual de Clay.

O retardado social que não tem mais nada para fazer na vida do que ir numa demanda pelas cassetes da Hannah Baker, iniciando uma cruzada vingativa e irritante contra os supostos "culpados" pelo suicídio da guria, qual cavaleiro num cavalo branco pronto para vingar a morte da sua donzela! Por causa de ser um intrometido da pior espécie, passa o seriado inteiro comendo porrada só porque está arrependido de não ter transado com a garota antes do suicídio da mesma. No fundo, Clay é o único que se sente emocionado (diga-se emo) ao escutar as cassetes, já que as outras personagens estão cagando e andando para a morte da guria e só têm medo que essas malditas cassetes se tornem públicas... como se alguém quisesse saber, não é como se eles tivesse feito o Desafio da Baleia Azul com ela.

Depois disso tudo, fica completamente louco, vivendo aprontando merda e se intrometendo na vida de todos, com a desculpa de ser muito preocupado e amigo do seu amigo. Não, é só mesmo um intrometido da pior espécie. Começa namorando Ani na 3ª temporada mas só perde a virgindade na 4ª temporada com uma vadia aleatória numa festa qualquer (e revelando sofrer de ejaculação precoce). Nessa última temporada começa a ter alucinações e a ver os fantasmas de Bryce e Monty, acabando por simpatizar com os estrupadores mortos. WTF. Inicia terapia porque está todo comido do cérebro e começa a sofrer de Dupla personalidade, vandalizando a escola e trollando seus miguxos.

Ani Achola (Grace Saif)[editar]

Ani Achola: a pior introdução sem sentido de uma personagem de sempre.

Vem, literalmente, como uma tentativa desesperada dos roteiristas para substituir Hannah Baker como a protagonista e narradora da 3ª temporada e consegue tornar-se na personagem mais odiada da série porque nada nela faz qualquer sentido. Ani cai no enredo de paraquedas mas logo pensa que sabe tudo sobre todo o mundo e paga-pau pra detetive, para tentar descobrir quem matou Bryce e os segredos de todos os personagens que estão ali desde a 1ª temporada, fazendo dela uma intrometida do pior. Ani é negra e imigrante nascida no Quênia mas por algum motivo está muito preocupada com garotos brancos ricos, que ainda são estrupadores em série.

Vai viver para casa de Bryce Walker porque sua mãe começa trabalhando como enfermeira do avó do psicopata. Clay logo a avisa que Bryce é perigoso e a própria Ani o vê a consumir drogas e a partir merdas na casa. Mesmo sabendo que ele é um estrupador em série e que estrupou sua nova amiga Jessica e contribuiu para o suícidio de Hannah, inicia uma relação sexual com ele (mesmo depois dele dizer na terapia que tinha fantasias de a estrupar)! Após a morte de Bryce, começa inexplicavelmente namorando com Clay, mas parece que é só porque sim porque não existe qualquer romance entre essas duas personagens, especialmente da parte de Ani (que claramente não está apaixonada por ele, talvez porque não é um estrupador). Sedenta pela aprovação alheia, se esforça demais para que todo o mundo goste dela mas como é tão intrometida e sempre se metendo onde não é chamada, tem o efeito oposto. Também diz que adora ajudar os outros, sempre vê o melhor nos outros e tenta fazer o correto, mas não hesita em tramar Monty pelo assassinato de Bryce só para proteger seus miguxos, com a desculpa de que Monty já estava morto, o que faz dela uma grande hipócrita. Portanto, segundo Ani: o estrupador branco e rico é merecedor de uma segunda oportunidade, mas o imigrante mexicano não (Selena Gomez devia estar sob influência de droga quando escreveu/aprovou isso).

Personagens "Culpadas"[editar]

Não, não mataram... Essa não é a definição de suicídio.

Justin Foley (Brandon Flynn)[editar]

O playboy atleta popular paga-pau pra bonzão, filho de uma prostituta que gasta seu dinheiro com namorados (que funcionam como seus cafetões) viciados em metanfetaminas. Apesar de ser popular, interessa-se pela guria retardada socialmente, Hannah Baker, por razões irracionais. Mais tarde, deixa Bryce Walker, o playboy rico estrupar sua namorada, Jessica, enquanto Hannah assiste.

Por conta dos estrupos de Bryce, Justin foge da casa dele e vira sem-abrigo, drogado e prostituto, até ser adoptados pelos pais de Clay e ir para a reabilitação, com a ajuda dos seus miguxos. Aceita testemunhar contra Bryce no julgamento mas vai preso como cúmplice de estrupo. Eventualmente, regressa para casa de Clay e para a escolinha. Continua uma relação vai-vém com Jessica, mas na 4ª temporada volta ao consumo de drogas nas costas de todo o mundo. Como tudo nessa série é um drama do caralho, quando Justin finalmente decide ficar com Jessica, desmaia no baile e é diagnosticado com AIDS acabando por morrer uns dias depois.

Jessica Davis (Alisha Boe)[editar]

Jessica Davis: mais uma feminista pacífica.

Torna-se amiga de Hannah só porque sim. A elas junta-se Alex, um viadinho que afinal é hétero (mas afinal não, segundo a 4ª temporada) e termina pegando Jessica, deixando Hannah de parte, o que faz com que esta banque a dramática. Hannah tem inveja dela só porque é bonita, se torna popular e porque começa a pegar Alex. Bota as culpas em Hannah quando Alex acaba com ela.

Depois de descobrir que foi estrupada, vira feminista e cria um grupo contra o assédio sexual e os atletas, vivendo enchendo o saco da equipe de beisebol com discursos frequentes (porque aparentemente todos os estrupadores e machistas se concentram no mesmo sítio?): e é basicamente esse o seu enredo durante 3 temporadas.

Na 3ª temporada, ajuda Alex a matar Bryce como vingança por a ter estrupado. Tentando ultrapassar seu trauma, mantém uma relação problemática vai-vem com Justin, começando e acabando múltiplas vezes. Quando finalmente decidem ficar juntos, o cara morre. Na última temporada começa vendo o fantasma de Bryce confundido toda a audiência: essa série quer dizer que os fantasmas existem ou que porra se passa aqui?

Alex Standall (Miles Heizer)[editar]

Se quer ver adolescentes comendo porrada, então assista isso.

Parece um viadinho mas na verdade é um playboy, mas afinal, na 4ª temporada, é mesmo o viado que parece. WTF. Fez uma lista das mais gostosas e menos gostosas da escolinha, e escreveu que Hannah tem a melhor bunda e Jessica a pior. Por causa disso, Hannah faz um grande drama só porque os caras a acharem gostosa, quando antes tinha inveja de Jessica porque ser mais bonita. Só fez a lista para que Jessica ficasse com ciúmes e tivesse sexo com ele. Entra numa espiral de Depressão ou qualquer outra bosta por causa do suicídio de Hannah Baker e tenta se matar, mas miraculosamente sobrevive a levar com um tiro na cabeça mas fica doido com lesões cerebrais.

Só apronta merda mas sempre se safa porque é filho do polícia principal: consegue safar-se até de ter morto Bryce, junto com Jessica. Junto com Zach, tenta ajudar Tyler a curar-se (sabe-se lá do quê) depois deste tentar fazer um tiroteio na escolinha. Na 4ª temporada é relevado como bissexual gay, sendo mais um daqueles casos de gays que batem punheta para mulheres mas alegam homossexualidade, pegando Winston e acabando namorando com Charlie, sendo ambos eleitos os Reis do Baile. LOL.

Tyler Down (Devin Druid)[editar]

Plot twist: Isso não resulta na vida real (só se quiser levar um tiro, mesmo).

O fotógrafo da escola que, como este seriado é uma bosta que tem de reforçar estereótipos idiotas, como: quem tem interesse nas Artes tem de ser um retardado esquisito, e assim Tyler é perseguidor de Hannah porque também estava apaixonado por ela. Para se "vingar" dele, Hannah pede aos ouvintes das suas cassetes que façam mais Bullying com o cara (que já era vítima de Bullying a sério) na escola.

Vira rebelde e se relaciona com os góticos começando a fazer bosta na escolinha, até que é enviado não se sabe para onde para se curar. Quando regressa, é violentamente estrupado por Monty de La Cruz nas casas-de-banho da escola numa das cenas mais gratuitas e desnecessárias da série. Depois disso fica ainda mais revoltado com o mundo e quer matar toda a gente da escola a tiro até ser travado por Clay (que tem tendências suicidas). Apresenta queixa contra Monty e o cara vai preso. Continua tentando viver sua vida em paz enquanto é perseguido por Clay & companhia. Apesar do seu ar de trouxa, começa fornecendo informações à polícia depois de terem apanhado as armas ilegais que ele ia usar para matar todo o mundo na escolinha.

Courtney Crimsen (Michele Selene Ang)[editar]

A chinesinha lésbica com pais gays, mas muito popular e que pega Hannah e a foto é espalhada pela escola, mesmo que ninguém as reconheça. Courtney quer distanciar-se de Hannah, mas a chata persegue-a para todo o lado. Quando os caras populares da escola começam achando que na foto são ela e Hannah, ela espalha que é Hannah com Laura, uma lésbica assumida. Desaparece da série sem deixar rasto.

Marcus Cole (Steven Silver)[editar]

É o aluno de honra da escola que quer ter as melhores notas para entrar numa faculdade de topo. Vai num encontro aleatório com Hannah numa lanchonete, deixa-a 1 hora à espera e quando a tenta beijar, ela empurra-o, e ele diz que achava que ela era uma vadia. Desaparece da série sem deixar rasto.

Zach Dempsey (Ross Butler)[editar]

Zach Dempsey: o cara que sempre foi bonzinho e legal, mas que na 4ª temporada vira cachacheiro e tenta estrupar uma garota. WTF.

Um asiático atleta e popular que se interessa por Hannah, novamente, por razões desconhecidas. Quando Hannah recusa-se a sair com ele num encontro, ele começa a roubar-lhe os "elogios" do saquinho da aula de comunicação, o que causa um enorme transtorno na menina mimada. Aparentemente, ele e Hannah andaram transando durante o Verão mas na 1ª temporada nada disso foi referido.

Sempre foi um cara bonzinho e legal, ajudando todo o mundo (inclusive a namorada traumatizada de Bryce) mas vira cachaceiro na 4ª temporada sem nenhuma explicação (talvez porque encheu Bryce de porrada) e quase estrupa uma garota se não fosse o casal gay Alex and Charlie a impedir (porque segundo essa série todos os homens hetero são estrupadores em potencial).

Ryan Shaver (Tommy Dorfman)[editar]

Um esnobe fresco bichona que dirige a revista da escolinha e conhece Hannah no clube de poesia. Hannah escreve um poema sobre lingerie preta e Ryan publica na revista da escola porque achava que a poesia dela era boa e devia ser partilhada. Desaparece da série sem deixar rasto, só voltando a aparecer no último episódio da 4ª temporada porque aquilo foi uma festa de gays.

Sheri Holland (Ajiona Alexus)[editar]

Uma gostosa líder de torcida que por razões que ultrapassam a mente humana dá para Clay, o retardado social apaixonado pela morta. Aceita dar boleia para casa a Hannah mas no caminho batem num sinal de Stop, derrubando-o e, apesar o carro não tem qualquer problema, Hannah fica histérica e quer chamar a polícia, então Sheri manda-a ir tomar no cu e vai-se embora sozinha, mais tarde, um aluno da escola morre num acidente naquele cruzamento. Desaparece da série sem deixar rasto.

Bryce Walker (Justin Prentice)[editar]

Bryce: o vilãozinho dessa série.

É o Pitboy milionário, astro da equipe de beisebol, que começa por apalpar a bunda de Hannah e acaba estrupando todo o mundo. É revelado como um psicopata autêntico e estrupador em série, utilizando seu status de rico para encobrir seus crimes (que incluem estrupar Hannah, sua namorada, sua ex-namorada, as namoradas de seus amigos, as mães de seus amigos, tua mãe,...).

Acaba assassinado por Jessica e Alex na 3ª temporada, mas não antes de ser saco de pancada para Zach. Durante a 3ª e 4ª temporadas, os roteiristas tentaram ao máximo que a audiência tivesse pena desse criminoso, inclusive lhe deram um interesse amoroso na forma de Ani (personagem que veio substituir Hannah Baker e que todo o mundo odiou), mas não resultou.

Sr. Kevin Porter (Derek Luke)[editar]

É o pseudopsicólogo da escola, a quem Hannah recorre depois de ser estrupada, mas não lhe diz quem a estrupou nem quer apresentar queixas na polícia, mas ela fica culpando o homem. Desaparece da série sem deixar rasto.

Personagens Secundárias[editar]

Hannah Baker no céu vendo a bronca que seu suicídio aprontou.
Típicas fãs desse seriado bosta.
  • Tony Padilla (Christian Navarro): é o cara latino gay que não tem mais nada para fazer, desocupado na vida, e portanto persegue todas as pessoas que estão nas cassetes parvas de Hannah. Não faz nada de relevo o resto da série.
  • Lainie Jensen (Amy Hargreaves): Mãe de Clay, uma advogada paranoica que tem medo que o filho se suicide.
  • Matt Jensen (osh Hamilton): O pai de Clay que não faz porra nenhuma, só está ali para haver um pai.
  • Olivia Baker (Kate Walsh): É a mãe de Hannah que está desesperada por culpar alguém pelo suicídio da filha e empreende num enche-saco insuportável dos professores da escola, que já não a podem ver à frente, especialmente porque abre um processo contra a escola por Bullying.
  • Skye Miller (Sosie Bacon): A hipster gótica que se julga a última bolacha do pacote, e, como estamos sempre a repisar em estereótipos, claro que a guria esquisita que se veste de preto automutila-se. Desaparece da série sem deixar rasto.
  • Jeff Atkins (Brandon Larracuente): É um miguxo aleatório de Clay que acaba morrendo por causa de Sheri derrubar o sinal de Stop.
  • Montgomery "Monty" de la Cruz (Timothy Granaderos): Outro escroto psicopata da mesma laia de Bryce, que acaba estrupando Tyler, mas como é um gay dentro do armário e tem um pai bêbado, os roteiristas querem que você tenha pena dele e ainda lhe dão um interesse amoroso na forma de Winston (a quem enche a cara de porrada). É preso depois de Tyler ir na delegacia. Acaba assassinado na prisão por outro criminoso por ter estrupado uma criança.
  • Chlöe Rice (Anne Winters): Começou como a namorada gostosa de Bryce. Líder de torcida, só ali estava para ser estrupada, o saco de porrada e pau-mandado do psicopata. Eventualmente engravida de Bryce e quem está a seu lado é Zach, que a apoia durante o aborto. Zach e ela começam namorando mas rapidamente acaba.
  • Caleb (RJ Brown): É o namorado de Tony, que só está ali para lhe dar a bunda casa. É tão importante para o enredo que nem sequer tem segundo nome.
  • Charlie St. George (Tyler Barnhard): Apareceu na 3ª temporada e é o único atleta bonzinho que existe nessa série e que, por ser tão legal e não estrupar garotas, tem de ser obrigatoriamente gay. Se ainda não entendeu: para essa série, todos os atletas heterossexuais são escrotos estrupadores e que não respeitam as garotas. Acaba namorando com Alex depois de o perseguir obcessivamente.
  • Winston Williams (Deaken Bluman): O gay rico que pega Monty mas a quem este enche de porrada a seguir para esconder que é gay. Ainda assim e por alguma razão, Winston se apaixona loucamente por Monty e jura vingança pelo assassinato deste na prisão, numa jornada obsessiva que inclui mudar de escola, perseguir a trupe de amigos e fazer aliança com os atletas. Pega Alex e se apaixona (pelos vistos esse cara se apaixona bem rápido) e acaba mudando sua opinião sobre os miguxos Clay, Jessica, Zach, etc.

E mais uma carrada de pais (que não fazem porra nenhuma a não ser ter os filhos a mentir para eles a toda a hora), atletas (todos escrotos estrupadores), feministas (todas vítimas de abuso sexual) e mais alguns estereótipos do Ensino médio como os góticos, os geeks, etc.

Afinal quais são essas 13 razões?[editar]

Gurias retardadas vendo esse seriado e achando que os problemas de Hannah são dramáticos.

Em resumo, Hannah suicida-se porque:

  1. Justin Foley, um cara popular, sai com ela num encontro e tira uma foto da calcinha dela;
  2. Jessica David, uma guria mais bonita e popular do que ela, consegue um namorado antes dela;
  3. Alex Standall disse que a bunda dela é a mais gostosa da segunda classe do Ensino médio;
  4. Tyler Down, um retardado perseguidor, tira uma foto dela beijando Courtney Crimsen e espalha pela escola (apesar de ninguém na escola descobrir quem são as gurias);
  5. Courtney Crimsen, uma lésbica dentro do armário, espalha o boato que Hannah pegou Laura, uma lésbica assumida, e que fez um boquete em Justin;
  6. Marcus Cole, um cara aleatório, vai num encontro aleatório com Hannah e, quando ela se recusa a beijá-lo, diz que pensava que ela era uma vadia;
  7. Zach Dempsey, um atleta popular, começa a tirar-lhe os "elogios" do saquinho da aula de comunicação;
  8. Ryan Shaver, uma bichona esnobe rouba-lhe um poema e publica anonimamente na revista da escola;
  9. Hannah vê Bryce Walker, um cara atleta popular rico, estrupar Jessica, namorada de Justin;
  10. Sheri Holland, uma gostosa líder de torcida, aceita dar-lhe carona para casa, no caminho batem e derrubam um sinal de Stop o que causa a morte de Jeff Atkins;
  11. Hannah dá um chute na bunda de Clay mas entra em crise existencial porque o cara não foi atrás dela depois dela lhe ter dito para ele se ir foder e para a deixar em paz;
  12. Hannah é estrupada por Bryce Walker;
  13. Hannah vai até ao pseudopsicólogo da escola e ele não a pode ajudar porque ela não lhe diz o que se passa.

Esse seriado quer que você entenda que sua amiga começar a namorar e não lhe contar, que ter a sua bunda votada como mais gostosa de seu ano e tantas outras coisas que ocorrem com quase todos os adolescentes são motivos válidos para o suicídio... no livro ela não foi estrupada por Bryce, mas o seriado achou por bem incluir essa razão para dar mais drama e oferecer uma razão decente para as crises existenciais da personagem que, em vez de procurar ajuda clínica ou fazer terapia, simplesmente acaba de modo dramático com sua vida para se vingar de quem a magoou.

Mais de 13 Razões porque isso é uma Bosta[editar]

Essa série quer que você acredite que essa guria com 50 tatuagems está no Ensino médio.
  1. Esse seriado quer que você acredite que uma guria sem Depressão se suicida só porque é vítima de um pseudoBullying (diga-se porque não é popular e não tem namorado): Hannah não apresenta sinais de Depressão, e mesmo no dia de seu suicídio aparece na escola toda arrumada e maquiada(!?);
  2. Esse seriado também quer que você ache perfeitamente normal alguém deixar 13 cassetes a coleguinhas do Ensino médio a culpabilizá-los por um suicídio mas nem a porra de um bilhete aos pais carinhosos;
  3. Também quer que você acredite que alguém que está prestes a colocar um fim à sua vida tem capacidade mental para gravar 13 cassetes de merda;
  4. Quer que você acredite que aquelas personagens são mesmo culpadas pelo suicídio da guria: se no fim do seriado se tivesse descoberto que ela foi assassinada por aqueles personagens teria sido bem mais interessante;
  5. O suicídio de Hannah é encarado como algo heróico e como método de vingança de 13 personagens;
  6. Apresenta o suicídio como um bom método de escape para os problemas da adolescência: está tendo problemas com sua vida medíocre de adolescente? E esses problemas são causados pelas suas escolhas de bosta? Não aprenda com os erros, simplesmente se mata;
  7. Se você está com pensamentos suicidas, nunca peça ajuda frontalmente e sem rodeios: estabeleça um diálogo encriptado e sem sentido com um psicólogo até ele adivinhar que você está pensando se suicidar;
  8. O Bullying é errado excepto quando é uma guria morta a fazê-lo e incentivá-lo: para um seriado que pretende ter uma mensagem antiBullying, o objetivo de Hannah com suas cassetes ridículas é fazer Bullying com aquelas personagens, e, inclusive, apela a que se faça Bullying contra um personagem que já é vítima (a sério) disso na escola;
  9. É mostrado que a família de Hannah está passando por dificuldades económicas, mas a guria sempre se apresenta com roupa de marcas caras;
  10. Você é levado a acreditar que Hannah fazer Clay, que sofre de Transtornos de ansiedade, ouvir uma data de cassetes antes de chegar à dele, só para dizer que "ele não merecia estar naquela lista" e que só está para "compreender o que aconteceu com ela" é algo adorável e não psicopata e cruel;
  11. Você tem de sentir empatia com a "tragédia" de Hannah quando é apenas mimimi de uma guria retardada que gosta de bancar a dramática;
  12. Nunca na vida real uma guria popular e patty como a Jessica Davis ia pegar um cara hipster como Alex Standall;
  13. Álias, nunca na vida real, caras populares (como Justin e Bryce) se interessariam por gurias emo-solitárias como Hannah Baker;
  14. Experimente colocar um "saquinho dos elogios" no Ensino médio da vida real... elogios seria a última coisa que lá estaria... e se Hannah era assim tão vítima de Bullying como é que nunca lhe apareceu nenhum recado do gênero "sua vadia, pegando todos" ou coisa do género?;
  15. Esse seriado tem uma quantidade absurda de personagens com tatuagem o que é ridículo: nos EUA menores de 18 anos não se podem tatuar nem com autorização dos pais, como assim todos aqueles adolescentes exibem tatuagens gigantes e querem que você acredite que estão no Ensino Médio?;
  16. Os pais de Hannah abrem um processo judicial contra a escola mas nunca se sabe como este acaba: quem vence o processo? São os pais? É a escola? O que acontece com as personagens que supostamente são "culpabilizadas" pelo suicídio de Hannah? (Contado na 2ª temporada)
  17. Porque aqueles personagens das cassetes estão preocupados que a bosta das cassetes se tornem públicas? A guria não foi assassinada, e nenhum deles disse para ela "te mata, caralho!" A guria retardada se suicidou por opção, nenhuma daquelas personagens a coagiu a isso. Esta gente não conhece as leis do próprio país?;
  18. Como assim uma guria deixar de falar para ela está na mesma série de cassetes que contém o cara que a estrupou!?;
  19. Qual é essa mensagem contra o Ensino médio (que vai da 1ª até à 4ª temporada)? Só há Bullying no Ensino médio? Só existem dramas (completamente exagerados nesta série) no Ensino médio? Então e a solução é qual? Mandar os filhos trabalhar em vez de os botar na escola?
  20. A guria tatuada emo, Skye, automutila-se e diz para Clay "O suicídio é para os fracos, isso é o que você faz para não se matar... Mas que porra de mensagem é essa!?;
  21. Você é levado a acreditar que essa série é séria e que Hannah Baker é uma vítima trágica do Ensino médio quando se ela fosse uma baranga, um dragão autêntico, ninguém daria a mínima, no fundo, as pessoas só ficam tristinhas com essa bosta porque ela é bonita e gostosa;
  22. Os atletas da escolinha conseguem safar-se de tudo e mais alguma coisa, saíndo impunes de toda a merda que aprontem, mesmo de ilegalidades que dão pena de prisão;
  23. Essa série quer que você acredite que confrontar um cara que está pronto para matar uma multidão a tiro é boa ideia e que resulta;
  24. Essa série mostra os guris mentindo compulsivamente para seus pais mas sempre conseguem se safar das situações, podem fazer o que querem e bem entenderem e andar por onde quiserem até altas horas da noite;
  25. Essa série quer que você acredite que todos os atletas são psicopatas estrupadores em série que não respeitam as mulheres e se porventura houver algum que seja uma pessoa decente, é gay;
  26. Se isso fosse a vida real, mais de metade desses personagens já estavam na prisão ou internados num hospital psiquiátrico, mas na série nunca nada lhes acontece;
  27. A demanda de Winston para vingar a morte de Monty é uma imbecilidade que não faz qualquer sentido: Winston quer descobrir quem foi o verdadeiro assassino de Bryce Walker e culpa a morte de Monty em Ani, Clay & companhia, mas Monty não estava preso por ter morto Bryce, mas sim por ter estrupado Tyler. É como se os roteiristas tivesse esquecido o que eles próprios escreveram;
  28. Winston também só esteve com o violento e psicopata Monty duas vezes (numa das quais foi brutalmente espancado por ele para esconder sua sexualidade), mas logo se apaixona loucamente pelo cara e quer justiça por ele (!?);
  29. Além de glorificar o suicídio adolescente, essa série quer que você sinta pena de estrupadores violentos e ainda romantiza violência no namoro;
  30. Personagens viram gays de uma temporada para a outra sem qualquer explicação;
  31. Só os personagens gays têm relações felizes: todo o casal heterossexual dessa bosta acaba mal;
  32. A última temporada é tudo acerca de gays: várias personagens se revelam como gays, o "rei e rainha" do Baile é um casal gay, o novo diretor da escola é gay, e até um personagem morre de AIDS.

Razões porque Hannah Baker é uma Anta[editar]

Todas as personagens são uma bosta enche-saco... e a pior de todas é Hannah Baker:

Olhe só a Depressão de Hannah Baker... está toda depressiva, a guria...
  • Hannah vai sair com um cara que tira uma foto dela descendo um escorregador e mostrando a calcinha... para começar, qual é a necessidade de ir de saia para um parquinho infantil quando já sabe que, possivelmente, vai andar de escorregador? E agora... pedir ao cara para apagar as fotos? Claro que não, deixa estar... que pode acontecer para além dele mostrar prós amigos e espalhar pela escola inteira?;
  • Hannah tem problemas com sua "amiga", Jessica: aquilo nem se pode considerar amizade, as gurias só saem para tomar chocolate quente juntas... mas enfim... como Hannah resolve os problemas? Falando com a guria acerca disso? Não, bancando a dramática e culpabilizando-a pelo seu suicídio;
  • Um cara diz que a bunda dela é a mais gostosa da segunda classe do Ensino médio... em vez de estar cagando e andando para a lista como todas as gurias que estavam na lista de Alex, banca a dramática e fica fazendo mimimi;
  • Todo o mundo na escola diz que ela é uma vadia, Hannah sabe que isso é mentira... então, porque se importa tanto com isso? Essa necessidade patológica de atenção e aprovação alheia dá sono;
  • Clay sempre esteve lá para ela, aturando sua personalidade de merda e fazendo tudo para lhe agradar... como ela responde a isso? Tratando-o como bosta e fazendo "Mimimi eu não tenho amigos mimimi ninguém se importa comigo mimimi não sou popular mimimi!";
  • Hannah manda as pessoas irem se foder e a deixarem em paz... mas de seguida fica esperando que elas venham atrás dela;
  • Hannah tem um psicopata espiando seu quarto e tirando fotos suas? Chamar a polícia? Contar prós pais? Claro que não, levar uma guria aleatória da escola com quem falou uma vez para lidar com o assunto;
  • Hannah vê sua amiga sendo estrupada... o que fazer? Ajudar sua amiga e levá-la no hospital? Fazer queixa na esquadra? Claro que não... fazer toda a situação acerca de si própria e ficar bancando a dramática de "meu deus... eu vi isso.. como vou viver agora?";
  • Hannah, basicamente, invade a festa do cara que estrupou sua amiga... Porquê? Porque ela é uma anta. O que ela faz? Despe sua roupa e entra para o jacuzzi e fica na festa até não restar mais ninguém para além e do cara que é notório por estrupar garotas... e que acaba por estrupar ela. Obrigado, Capitão Óbvio!;
  • Hannah culpabiliza o psicólogo da escola por não "notar" que ela se vai suicidar quando nunca lhe diz que o vai fazer nem dá informações nenhumas para apresentar queixa na polícia contra o seu estrupador (que já estrupou outras raparigas mas, aparentemente, Hannah está cagando e andando para isso e não faz nada para prevenir que aconteça de novo);
  • A filosofia de Hannah Baker, em resumo: O Ensino médio é uma merda, os guris são uma merda... ME DEIXEM EM PAZ QUE EU VOU ME MATAR PARA ME VINGAR DE TODOS VOCÊS QUE ME TRATARAM MAL!!! .... Porque não estão beijando o chão que eu piso!? Porque eu ainda não sou popular e não namoro um dos caras populares!? VOU-SE MATAR!!! Porque ninguém dá a mínima para mim? Eu me acho tanto! A MELHOR BUNDA DA SEGUNDA CLASSE!? COMO ASSIM!? EU VOU-ME MATAR!!! Ninguém se importa comigo, e estou cagando e andando para meus pais, eu quero é ser popular na escola e namorar um guri bonitão e popular! EU VOU GRAVAR ESSAS CASSETES PARA VOCÊS SE SENTIREM CULPADOS DA MINHA MORTE!!! Porque ninguém me impediu de me matar!? A CULPA É DE VOCÊS TODOS!!!


Estrelinha marvada.png
13 Reasons Why ganhou uma estrelinha do mau, pois:
Faz gurias retardadas acreditarem que o suicídio é mara!
Se fudeu!!
Parabéns, 13 Reasons Why!
Continue se esforçando para ser um otário que perca suas estrelinhas do mau e consiga se livrar desta macumba que te jogaram!

Afiliados[editar]

Mirror2.jpg Conheça também a versão oposta de 13 Reasons Why no Mundo do Contra:

Espelhonomdc.jpg